QUANDO QUEREM O DINHEIRO APARECE

Foto: Internet-Hamilton Silva

Otimismo com economia leva Bolsa a recorde


O otimismo com a recuperação da economia brasileira, mesmo em meio às incertezas eleitorais e sobre a aprovação da reforma da Previdência, levou a Bolsa brasileira a registrar, nesta quarta (3), a oitava alta seguida e novo recorde nominal, ainda que abaixo dos 78 mil pontos. O dólar recuou para R$ 3,23.
Esses fatos desacreditam muitas autoridades políticas e até algumas fazendárias que vinculam o processo econômico aos fatores políticos midiáticos.
O Ibovespa, das ações mais negociadas, subiu 0,13%, para 77.995 pontos. Com a oitava alta, o índice engatou a melhor sequência de valorizações desde a encerrada em julho de 2016, quando a Bolsa subiu por dez pregões seguidos.
Parece óbvio a volatilidade, mas não é, afinal os investidores de grande monta parecem não se importarem para o que os agentes políticos afirmam, pelo menos nesses primeiros dias do ano.
O giro financeiro foi de R$ 8,6 bilhões –nos dois pregões de 2018, a média está em R$ 8 bilhões. No ano passado, o volume financeiro médio negociado por dia foi de R$ 9,7 bilhões.
O dólar comercial recuou 0,73%, para R$ 3,237. O dólar à vista caiu 0,55%, para R$ 3,241.

Com informações do Dinheirama

LEIAM TAMBÉM



Opinião: Mais seis razões para não vender nossas empresas


Postar um comentário
Postagem mais antiga Página inicial