Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

O sim da liberdade

Imagem

Juros deverão permanecer

Na última reunião para este ano, o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) definirá o rumo da Selic, a taxa básica de juros da economia. A maioria dos economistas acredita que a autoridade monetária manterá a taxa em 14,25% ao ano...

BRB apoia o I Congresso UnB de Contabilidade e Governança

O I Congresso UnB de Contabilidade e Governança é o primeiro encontro da região Centro-Oeste que trata, exclusivamente, de contabilidade, além de ser o terceiro realizado no Brasil. De acordo com o gerente de patrocínio do BRB, João Eduardo Silveira, o tema contabilidade está diretamente relacionado à atividade das instituições financeiras: “A gestão contábil tem extrema relevância em qualquer negócio. Apoiamos este encontro, na expectativa de que as discussões tragam novos horizontes e novas soluções ao setor”. O encontro, que acontece nos dias 26 e 27/11, conta com a presença de palestrantes internacionais (europeus e norte-americanos), especialistas reconhecidos e pesquisadores da área contábil. O objetivo é promover um intercâmbio de informações, comunicar os resultados de trabalhos e pesquisas realizadas recentemente, e fomentar novas pesquisas sobre temas que venham ganhando destaque. O Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da UNB é um dos responsáveis pela realização do e…

OAB/DF: Vencem Juliano e Daniela

Imagem
Compõem ainda a diretoria da nova gestão da Ordem na capital Federal Jacques Maurício Ferreira Veloso de Melo (Secretário-Geral); Cleber Lopes de Oliveira (Secretário-Geral Adjunto); e Antonio Alves Filho (Tesoureiro). O novo presidente da CAA/DF será o advogado Ricardo Alexandre Rodrigues Peres, sendo o vice-presidente Pedro Anísio de Aguiar Sabo Mendes...
Para o Conselho Federal foram eleitos Carolina Louzada Petrarca, Felix Angelo Palazzo, Ibaneis Rocha Barros Jr., Manuel de Medeiros Dantas, Marcelo Lavocat Galvão e Severino de Sousa Oliveira.


Votação
Os candidatos da chapa "Somos Mais Ordem" receberam nas urnas 8.397 votos. O segundo mais votado foi Délio Lins e Silva Jr., da chapa "Pró-Advogado", com 5.301 votos, seguido por Paulo Roque Khouri, da chapa "Ordem Independente", com 3.572 votos.
Propostas
A chapa "Somos Mais Ordem" foi eleita com a proposta de buscar uma seccional "melhor, mais atuante na defesa da advocacia e cada vez mais ace…

Desproporção

Ninguém sabe ainda qual é o substituto de Joaquim Levy, nem quando a troca será feita. Mesmo assim, vai tomando conta do mercado a “certeza” de que o ministro não segura o cargo por mais do que dois ou três meses.
Engraçado que os sádicos (ou masoquistas) se divirtam fritando Levy, mas ignorem por completo a fragilidade de Barbosa e de Tombini, cujos equívocos econômicos se comprovam infinitamente maiores.
Há um vasto conjunto de coisas que não acontecem no Planalto e são noticiadas pelos jornais - falsos positivos.
E outro vasto conjunto de coisas que acontecem, e não são noticiadas - falsos negativos.

Inflação no Distrito Federal

Imagem
O Índice de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA/Brasília, levantado pelo IBGE, registrou alta de 1,24% em outubro de 2015, apenas 0,01 p.p. abaixo do índice do mês anterior. Com esse resultado, a inflação acumulada no ano em Brasília alcança 7,65% e 9,21% em 12 meses, ambos abaixo da média nacional, de 8,52% e 9,93%, respectivamente.



Já para o INPC/Brasília, que abrange renda domiciliar de 1 a 5 salários mínimos, os dados mostram que a inflação continua mais impactante para o segmento populacional de menor renda. O índice apurado no mês de outubro atingiu 1,83%, contra 1,41% de setembro, ficando mais uma vez acima do IPCA/Brasília, este último calculado para faixa de renda domiciliar de 1 a 40 salários mínimos. No ano, o INPC/Brasília atinge 9,72% e em 12 meses, 10,82%.
Fonte: Codeplan

Ataques...

Imagem

Raio X das Greves

Governador suspendeu reajustes alegando falta de dinheiro em caixa. Impacto com aumentos seria de R$ 400 milhões, informou Executivo. Por Raquel Morais, do G1 DF – Desde que o governador Rodrigo Rollemberg anunciou a suspensão dos reajustes concedidos de forma escalonada em 2013, diversas categorias do funcionalismo público entraram em greve no Distrito Federal. A medida foi tomada sob a alegação de falta de dinheiro em caixa para os repasses. O impacto até o final do ano seria de R$ 400 milhões, de acordo com o Executivo. AS GREVES DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERALCATEGORIAINÍCIOADESÃOREAJUSTE PENDENTEOUTRAS REIVINDICAÇÕESIMPACTO NOS SERVIÇOSSITUAÇÃO JUDICIALTécnicos e auxiliares em enfermagem7 de outubro70% dos
14 mil servidores6,95%Jornada de 20 h semanais, em vez das atuais 24 hExames, marcação de consultas e vacinação estão suspensosIlegalMédicos8 de outubroSem estimativa. Rede pública tem 4,6 mil médicos.5%– Fiscalização de programas de residência
– Plano de carreira e…