Desproporção

Ninguém sabe ainda qual é o substituto de Joaquim Levy, nem quando a troca será feita. Mesmo assim, vai tomando conta do mercado a “certeza” de que o ministro não segura o cargo por mais do que dois ou três meses.

Engraçado que os sádicos (ou masoquistas) se divirtam fritando Levy, mas ignorem por completo a fragilidade de Barbosa e de Tombini, cujos equívocos econômicos se comprovam infinitamente maiores.

Há um vasto conjunto de coisas que não acontecem no Planalto e são noticiadas pelos jornais - falsos positivos.

E outro vasto conjunto de coisas que acontecem, e não são noticiadas - falsos negativos.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial