Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

2º post A Escola de Viena (ou Escola Psicológica Austríaca) e a teoria da utilidade marginal

Desenvolveu-se a Escola de Viena em torno de Karl Menger, a partir de 1870. Este, em 1871, formulou uma teoria do valor de troca baseada no princípio da utilidade decrescente, simultaneamente com o inglês Stanley Jevons (187 1) e o francês Léon Walras (1874). Carlos Marques Pinho, A metodologia da ciência econômica, São Paulo, 1977. 
Pouco divulgadas no exterior por causa da barreira da língua, as obras de Menger constituíram, na Alemanha e na Áustria, o fundamento dos estudos teóricos posteriormente aí realizados. Dentre seus seguidores destacaram-se Friedrich von Wieser (1851-1926) e Eugen Böhm-Bawerk (1851-1914), que apresentaram importantes contribuições, especialmente à teoria do capital e do juro. 
A revolução mengeriana consistiu, essencialmente, no deslocamento da finalidade dos estudos econômicos: da preocupação com a riqueza (ou com a maneira como a riqueza é produzida, distribuída e consumida), típica dos autores clássicos, Menger passou à análise econômica das necessidades d…

1º post - A elaboração dos princípios teóricos fundamentais: 1870-1929

Era evidente, no último quartel do século XIX, a urgência da reabordagem dos princípios básicos que orientavam a Ciência Econômica, em face de novos fatos econômicos e das transformações estruturais das economias das nações industrializadas: o capitalismo "atomizado" e concorrencial do início do século XIX cedera lugar a um capitalismo 'molecular' ou de grandes concentrações econômicas, de forte tendência monopolística; o Estado abandonara sua passividade de simples guardião da ordem para interferir, cada vez mais, no campo econômico; os salários reais dos trabalhadores denotavam sensível melhora, ao invés de crescente deterioração, e os sindicatos começavam a surgir legalmente, em defesa dos interesses profissionais dos empregados; os países ocidentais gozavam de notável prosperidade, sem indícios das graves conseqüências previstas pelos clássicos pessimistas (especialmente Malthus), por Marx e outros. 
Coube aos neoclássicos ou marginalistas não apenas a reabordagem…

CARO LEITOR

Amigo, passei alguns dias sem postar, pois estava lendo alguns textos interessantes sobre economia e como resultado disso, reproduzo aqui, uma série de sete posts relacionado ao tema que mais amo: A forma, o conteúdo, os atores e suas idéias sobre esse, que é, o mais fascinante mundo das ciências. O primeiro post será sobre como 'nasceram' Os princípios Teóricos Fundamentais da Economia Mundial, baseado em vários textos publicados por professores da USP (Universidade de São Paulo). Tenho aprendido muito com esse desafio, que é escrever, mas acredite, mesmo não sendo expert, quero compartilhar o pouco que aprendo a cada dia. Isso motiva, faz crescer, faz aprender. Não tenho a pretensão de criar nada de novo, mas  dividir, com você, a forma e os conceitos que a economia mundial tem influenciado e vem formando a alma da humanidade nos últimos séculos. Obrigado.

Finanças Pessoais | BM&FBOVESPA

Finanças Pessoais | BM&FBOVESPA: PARA VOCÊ QUE É AQUI DE BRASÍLIA
Aí vai uma dica do BLOG DO HAMILTON SILVA ,CLIQUE  NO LINQUE E FAÇA SUA MATRÍCULA

'via Blog this'

VIOLÊNCIA EM SÃO PAULO, NO BRASIL

Amigos leitores, é um absurdo o que vemos e ouvimos na televisão brasileira. Só violência. Só pancadaria e só julgamento de crimes, sejam hediondos, de corrupção ou ditos crimes comuns (já são por si só CRIMES). Violência, assassinatos em massa uma verdadeira carnificina.
Vejo que os conflitos em Israel virou “micharia” diante do que está acontecendo em São Paulo. Povo, vamos nos indignar! Vamos pra rua exigir das autoridades um pulso ainda mais forte. Exigir que as garantias constitucionais tenham condições serem cumpridas. Não com violência, mas com aplicação da lei e dos mecanismos de controle e fiscalização dos agentes responsáveis, ou seja, Polícia Federal, Civil e Militar, Forças Nacionais de proteção que foram criadas para garantir a paz onde nunca houve guerra. Colocar o máximo do efetivo não basta, a inteligência é capaz de diminuir esse caos.
Se essas instituições são competentes para executar os seus trabalhos isso aí é outra questão, mas precisam estar no seu limite operac…

ENCONTRO DE ECONOMISTAS, FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Imagem
AQUI, Você acessa o formulário de inscrição para participar e um dos principais encontros da categoria em nível nacional. Se você tem algum trabalho para divulgar sinto informar que o prazo já terminou.

ANPEC Fundada em 1973, a Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia congrega as instituições brasileiras que desenvolvem atividades de pesquisa e formação em nível de pós-graduação na área de Economia.