Pular para o conteúdo principal

"NÃO TENHO COMPROMISSO COM A DERROTA", DIZ O PRÉ-CANDIDATO DO PMDB

Foto: Hudson Cunha (ABBP) - Hamilton Silva
Ibaneis Rocha PMDB


Com eleições gerais batendo à porta os blogueiros de política de Brasília criaram um projeto que dá voz aos pré candidatos ao governo do DF, nesta segunda-feira (13). O advogado Ibaneis Rocha (PMDB) esteve presente naquela que é a 28° edição : Sabatina da ABBP.


Recém filiado ao PMDB, convidado pelo Tadeu Fillipeli, o brasiliense e ex-presidente da OAB e  vinte e dois anos de advocacia o doutor foi logo ao assunto e demonstrou altivez suficiente para encarar os desafios de uma candidatura que aliado, quase que organicamente ao PP (Partido Progressista) terá um dos maiores tempos de televisão no programa eleitoral gratuito.

"Estou saindo da minha zona de conforto para ajudar a sociedade."

PMDB e a Lava-Jato

O advogado e agora político demonstrou não se incomodar com as recentes denúncias de corrupção no Partido que escolheu para se filiar deixando subentendido que o importante será a vitória para ajudar a sociedade, mas não irá ser conivente com a corrupção. O pré candidato jogou a responsabilidade da corrupção para o sistema de financiamento de campanha (Financiamento e manutenção do poder).


"...todos partidos ou quase todos e se você for atrás das origens das pessoas você vai terminar achando ou aqui ou ali um ato de corrupção" 
"Eu acredito que nós estamos no pior momentos das Instituições..."
"Quem tiver suas contas com a justiça vai pagar" 
"Eu trabalhei a minha vida toda na advocacia sem precisar corromper ou ser corrompido"

O grupo da direita

Com doze pré candidatos, disse não reconhecer os doze pré candidatos, mais afirmou ter uma meia dúzia: 
"estão desde dezembro reunidos e não conseguiram em um ano é porque algo está faltando...vamos construir uma candidatura que se mostre sólida."

Com carta branca  para falar como pretenso candidato a governador do DF, o advogado Ibaneis Rocha disse que o seu partido, o PMDB, manterá o pacto feito com os demais partidos de marcharem unidos em torno de quem estiver melhor avaliado pelas pesquisas e que é preciso definir um nome  a mais rápido possível. O ex-presidente da OAB-DF esclareceu  que a inclusão do seu nome  na agenda política do DF é totalmente partidária e a favor da sociedade.

Ibaneis esclareceu que a inclusão do nome dele na agenda política do DF “foi uma decisão totalmente partidária de interesse do PMDB e a favor de Brasília”. Afirmou também que o PMDB não está quebrando nenhum acordo e respeita as decisões internas de cada partido que formaram a aliança para vencer as eleições.

Administrações Regionais 

O destaque desse tema foi exatamente a ação judicializada transitada e julgada assinada pelo próprio advogado e que o governador descumpre pedindo tempo para analisar por duas vezes. Sinalizou para uma participação mais efetiva dos administradores regionais e se demonstrou simpático ao Orçamento Participativo já que o grande problema das administrações, e de todo gestor público, é a disponibilidade de recursos. 
"Nós vamos melhorar a qualidade das administrações regionais e vamos aproximar a população dessa Administração...queremos a  pessoa mais qualificada para trazer as demandas"

"eu me preocupo muito com essa questão orçamentária das administrações"
"Na questão orçamentária eu prefiro que a gente crie, que se tentou implementar no passado, mas acho que não houve formas de trazer os mecanismos que é o Orçamento Participativo, onde a comunidade elege suas prioridades..."

GDF governa através de contratos emergenciais

"Esse governo não tem projeto está administrando os problemas do dia-a-dia"

O pré candidato do PMDB vem com discurso diferente dos pré candidatos que entrevistamos na Sabatina da ABBP. Ele enfatizou a vocação de Brasília como sendo uma cidade tipicamente de comércio e serviços. "Qual a vocação do Distrito Federal nunca será Industrial. A industrialização do Distrito Federal nunca será alcançada isso é um sonho." deixando a reflexão sobre a vocação brasiliense de capital administrativa e de comércio tornando-a em Grande Pólo Comercial."Brasília terá uma indústria diferenciada." sinalizando para uma indústria de tecnologia e sugerindo que as indústrias tradicionais fiquem no Goiás. 


Ganhar por W.O 

Na duas últimas eleições o debate de temas mais relevantes foram prejudicados pela interferência de fatores externos. No pleito de 2014 pelo impedimento legal, na reta final do ex-governador José Roberto Arruda assumindo Joran Frejat  e nas eleições de 2010 deixado cair no colo de Agnelo pela dona Weslian Roriz (sem experiência). Dessa vez, ao que tudo indica haverá o debate de idéias e o dr. Ibaneis terá a oportunidade expor suas idéias. Ou seja os dois candidatos ue ganharam, ganharam por W.O.

Sem plano de contingência e tendo que administrar os problemas do dia-a-dia o pré-candidato "pemedebista" criticou duramente o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), afirmando que o governador não está fazendo bem para cidade, pois não tem projetos nas diversas áreas, como exemplo na educação que ressalta a capacidade do atual secretário que é quem sustenta a média gestão.


Qual dos dois poderia se juntar ao PMDB para ocupar o Buriti? 

Sobre sua aproximação com os pré candidatos Izalci e Jofran o ex-presidente da OAB foi bastante diplomático e pendeu levemente ao médico Jofran Frejat a quem rasgou elogios. Só pediu ao pré-cadidato do PR (Partido da República) que se coloque como candidato, traduzindo: Mude a postura.


"Acredito muito nesses dois nomes que você fala...teria todo prazer do mundo em caminhar com Jofran Frejat e é piauiense  e tem as mesmas origens que eu"
"No caso do Izalci é um deputado que tem história aqui no Distrito Federal sempre teve uma excelente votação e que sempre trabalhou pela cidade."

Por todos os sinais que o candidato revelou na sabatina, podemos afirmar que será candidato para disputar  um dos quatro cargos majoritários disponíveis. Detentor de todas as ferramentas necessárias para chegar ao fim de 2018 com um mandato de grande influência no cenário nacional Ibaneis Rocha vai trabalhar para honrar um segmento da sociedade que influencia as várias instituições da democracia brasileira. Os advogados.



LEIA TAMBÉM










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000