Pular para o conteúdo principal

QUERO DEVOLVER O MUITO QUE BRASÍLIA ME OFERECEU, ME SINTO NA OBRIGAÇÃO, DIZ VALMIR CAMPELO

Deputado Constituinte, Valmir Campelo, bom de voto hoje divide legenda com o ex governador Cristóvam Buarque


Nesta segunda-feira (16), a Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) realizou a 24ª Sabatina Política, na sala de reuniões da Associação Comercial do Distrito (ACDF) . O entrevistado desta edição foi o ex-ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Valmir Campelo Bezerra.

Campelo que é filiado Partido Popular Socialista (PPS), contou aos jornalistas porque voltou ao cenário político após 20 anos e também falou sobre os planos para 2018.

“Eu nasci com sangue político nas minhas veias. Estou saindo desta comodidade, porque gosto da política e de tentar ajudar. Quero devolver o muito que Brasília me ofereceu, me sinto na obrigação,” disse.

Eu perguntei:Por que o PPS?

“Eu procurei o PPS. Procurei todos os partidos, mas ninguém me deu guarida. Todo mundo é candidato.”

Qual foi melhor Governador de Brasília?

“Sem desmerecer os outros, para mim o melhor governador que Brasília já teve foi Elmo Serejo Farias.”

Administrações Regionais
O possível pré-candidato ao GDF disse que as Administrações Regionais estão passando por momentos de inércia e que para o desenvolvimento das cidades as RAs precisam de autonomia administrativa e financeira. “As Administrações Regionais precisam de autonomia financeira e administrativa para funcionar.”
“As Administrações Regionais precisam de autonomia financeira e administrativa para funcionar.” "O Governador tem que saber cobrar".

Sobre as Eleições 2018


Campelo disse que não há nada definido. Contudo, ele afirmou que deseja participar das eleições majoritárias. “Eu quero participar de uma administração séria e que possa devolver a dignidade dos brasilienses. As pessoas acham que os habitantes daqui são desonestos. Muitos de nós sente vergonha quando chegamos em outros Estados e falamos que somos de Brasília. A cidade sempre foi respeitada e precisamos retirar esta imagem negativa.”

Valmir Campelo, contou aos jornalistas porque voltou ao cenário político após 20 anos e também falou sobre os planos para 2018. “Eu nasci com sangue político nas minhas veias. Estou saindo desta comodidade, porque gosto da política e de ajudar. Quero devolver o muito que Brasília me ofereceu, me sinto na obrigação,” disse.

Segundo Valmir Campelo, o PPS teria sido o único partido que o recebeu embora ele tenha procurado outros previamente. “Procurei o PPS e procurei outros partidos, mas nenhum me deu guarida somente o PPS. Todo mundo é candidato.”


Campelo disse que não há nada definido sobre as eleições em 2018. Contudo, ele afirmou que deseja participar das eleições majoritárias. “Eu quero participar de uma administração séria e que possa devolver a dignidade dos brasilienses. As pessoas lá fora acham que os habitantes daqui são desonestos. Muitos de nós sente vergonha quando chegamos em outros Estados e falamos que somos de Brasília. A cidade sempre foi respeitada e precisamos retirar esta imagem negativa".


Com muita história para contar, o aposentado Valmir, relembrou muitos momentos curiosos de sua carreira política. Contou por exemplo; como José Carlos Araújo deu nome ao estádio do Gama, o Bezerrão e de como pedia emprestado material de construção ao pároco da Igreja São Sebastião na época em que era chamado de "prefeitim" pelo então governador Elmo Serejo.

Sem rusgas na carreira de mais de cinquenta anos no serviço público deputado constituinte não foi saudosista, mas de maneira gentil disse ser autor, na Constituição Federal do Fundo Constitucional. 

A ABBP tem realizado coletivas com os pré-candidatos ao Governo do Distrito Federal. Para participar entre em contato com o diretor de Relações Institucionais, Hamilton Silva – (61) 99874-4201.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda