Pular para o conteúdo principal

DR. PAULO FERNANDO PEDE E MARCO AURÉLIO MELLO SUSPENDE POR CINCO DIAS AÇÃO CONTRA PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA

Relator da ADC 43 acatou pedido dos novos advogados do PEN. Questão de ordem não deve ser apresentada na quarta (11/4)

O pedido foi apresentado pelo advogado Paulo Fernando Melo Costa. Ele passou a representar o PEN nesta terça (10), depois que o partido destituiu Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello atendeu a pedido dos advogados do Partido Ecológico Nacional (PEN) e suspendeu por cinco dias a Ação Direta de Constitucionalidade 43, que trata da prisão após condenação em segunda instância. A medida impede que o magistrado cumpra a promessa de apresentar questão de ordem, na sessão plenária desta quarta (11/4), para inclusão do tema em pauta.
A mudança no time ocorreu porque Kakay é defensor ferrenho da suspensão da jurisprudência que permite a execução penal após condenação em segunda instância. O PEN também era, mas, com a prisão do ex-presidente Lula, no último sábado (7), passou a ter receio de ser responsabilizado pela possível liberação do político, já que a ADC beneficiaria o petista.
Ao deferir a solicitação, o ministro Marco Aurélio Mello afirma: “o acolhimento do que requerido revela-se medida adequada e razoável”. Mais cedo, o relator já havia indeferido pedido de liminar apresentado por Kakay, através do Instituto de Garantias Penais (IGP). Para o relator, a entidade, que atua como amicus curiae – auxiliar no fornecimento de subsídios para decisões do tribunal – no processo, não tem a legitimidade para pleitear a medida liminar.
Tábua de salvação
As ADCs 43 e 44, que pedem a revisão da prisão após segunda instância, passaram a ser a principal aposta dos advogados do ex-presidente Lula para restituir a liberdade do político. Preso no sábado (7), o petista já teve pedidos de habeas corpus negados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo STF. Por isso, a mudança na jurisprudência se tornou a possibilidade mais provável.

Desde o início do ano, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, resiste em colocar as ações na pauta do plenário. Na última semana, o relator, ministro Marco Aurélio Mello, disse que apresentaria questão de ordem para forçar a análise do tema. Com a nova decisão do magistrado, em benefício aos advogados do PEN, a revisão do caso deve ser adiada pelo menos até a próxima semana.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as