Pular para o conteúdo principal

LULA PASSA SUA ÚLTIMA NOITE DE LIBERDADE ENTRINCHEIRADO NO SINDICATO DOS METALÚRGICOS DO ABC

FOTO:G1
Manifestantes ligados a movimentos sociais seguiram em marcha até o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e chegaram na frente da sede por volta de 20h45 e permaneceram por toda noite.

O ex-presidente Lula passou sua última noite em liberdade na sede do Sindicato do Metalúrgicos do ABC, cercado dos filhos e alguns amigos o petista mantém uma equipe de fotógrafos e videomakers particulares para que toda a ação da Polícia Federal registrada, de forma a espalhar as imagens para o mundo e ter o controle de parte do roteiro da prisão. 




Fora do sindicato uma multidão de apoiadores fazem uma virgília em solidariedade ao ex-presidente do Brasil que teve sua prisão decretada na tarde de ontem (05) de abril. O juiz Sérgio Moro, responsável pela início do cumprimento (FOTO) da pena, tenta amenizar a cena vexatória e triste para o político, impedindo Lula de usar algemas em qualquer circunstância do procedimento de prisão.

Lula avisou aos mais próximos que ficará o tempo que for necessário na prisão e não quer saber de tornozeleira. Na cadeia, registrará todos os detalhes do seu dia a dia, repassando as informações a assessores com o intuito de provocar comoção, sobretudo entre seus seguidores, mantendo-se, assim, presente no noticiário.

Com o discurso retórico de golpe e perseguição seus colaboradores recorrem a todos talentos possíveis e inimagináveis, pois testemunham o maior líder da esquerda contemporânea, vivo, finalizar sua carreira política atrás das grades.



VÍDEO  DESTA NOITE (06/04) EM FRENTE AO INSTITUTO LULA!!



 Seguranças do senador Lindbergh Farias agridem manifestante que cai e da com a cabeça em caminhão!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000