AUSTERIDADE COM PRÓPOSITO ALIMENTA ESPERANÇA

Foto: Internet - Hamilton Silva
Na pessoa de seu presidente, Joe Valle, a CLDF(Câmara Legislativa) dá exemplo 

Com pressão por todo  lado, a Câmara Legislativa toma a drástica decisão de cortar na própria carne. Com aval do Presidente da Casa, Joe Valle, o legislativo local deseja votar em breve um projeto que corta gastos com verbas indenizatórias, incluindo despesas com aluguel de imóveis e veículos na ordem de 450 milhões de reais por ano.
A pressão social se dá através de projeto "Câmara+Barata" dentre outros e a colheita de assinaturas  para a apresentação de um projeto de lei de iniciativa popular (Plip) que acaba com a verba indenizatória.
Mesmo sendo  um ano eleitoral, podemos considerar como sendo uma ótima iniciativa. Ainda que os parlamentares tirem proveito do "evento" trata-se de uma economia de recursos públicos. Pode até parecer casuística a iniciativa e soar hipocrisia, mas o Presidente da Casa tem que receber os louros da justa medida. Num país onde a austeridade tem sido objeto de discurso  populista, a Câmara Legislativa dá robustez nas ações que podem trazer fortes economias do nosso dinheiro e aliviar a tão desgastada imagem da Casa. A CLDF segue outros Estados que já cortaram tal imoralidade, mas ainda tem um longo caminho para "limpar sua barra" com o eleitor.
O  parlamentar do Distrito Federal que saiu na frente e adotou o corte de verbas indenizatórias é o senador Reguffe que resiste em sua trincheira de baixo clero fazendo valer o vínculo com sua representação popular.
Cada parlamentar distrital recebe R$ 25.322,00 por mês que engrossa suas remunerações indiretas. Essa medida trará um pouco de alento aos eleitores que desejam ver uma Câmara Legislativa mais produtiva e menos cara.
Segundo o presidente da CLDF, a previsão é de que a matéria seja votada em plenário na primeira semana de março, após passar pela análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF).

Por: Hamilton Silva (Jornalista e Economista)
 LEIA TAMBÉM



Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial