Pular para o conteúdo principal

ALTA CARGA TRIBUTÁRIA E BUROCRACIA ENFRAQUECE O EMPREENDEDORISMO, DIZ PAULO ROQUE

Alta carga tributaria e burocracia enfraquece o empreendedorismo, diz Paulo Roque

Paulo Roque participou de um encontro onde foram apresentadas propostas para fomentar o empreendedorismo e a inovação no Distrito Federal

O pré-candidato ao senado Paulo Roque (NOVO/DF) participou na última quarta-feira (09), de um debate sobre propostas para fomentar o empreendedorismo e a inovação no Distrito Federal.
O evento, realizado no Espaço Multiplicidade Coworking, contou com a participação de outros pré-candidatos que também pleiteiam o mesmo cargo.
Paulo Roque apontou as dificuldades que o empreendedor enfrenta para abrir um negócio em todo o país. Também destacou que estas barreiras têm um ponto de referência em comum que estão associados ao governo e a péssima gestão pública. “O estado maltrata muito o empreendedor. O Brasil continua sendo o país onde as empresas gastam mais tempo para calcular e pagar impostos. São 2.400h, em média,” disse.
Roque entende que a implementação de parcerias público-privadas são de extrema importância para que o país volte crescer. Também ressalta que, para isso acontecer, é necessário diminuir a burocracia para que os projetos sejam retirados definitivamente do papel. “Temos tudo para ter o maior polo de tecnologia do Brasil. Nós também temos o maior adquirente de tecnologia que é o governo federal, com sede no DF. Contudo, a nossa Cidade Digital está no papel, há mais de 19 anos. É preciso destravar o estado permitindo que haja mais empreendedores, criando-se oportunidades para essa massa de pessoas, sobre tudo, os jovens,” afirmou.
Ele lembrou que a alta carga tributária é um fator que enfraquece o empreendedorismo. “Não é o estado que gera riqueza. Quem gera riqueza é o empreendedor junto ao seu trabalho, e com isso o país ganha,” enfatizou o pré-candidato.
Ao final do encontro, Paulo Roque afirmou que a tecnologia é uma pauta que deve que estar presente em todas as discussões, e que, também é preciso cuidar da meritocracia nos serviços públicos com o objetivo de melhorar a vida do cidadão. “Lá no senado, se a população me der este mandato, eu me proponho a lutar por aquilo que é essencial para destravar o nosso país, para que ele volte a crescer e gerar empregos,” finalizou Paulo Roque.

LEIA TAMBÉM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000