TRUMP ASSINOU ONTEM, MAS BRASIL DEVE AGIR HOJE



Siderúrgicas brasileiras falam em 'dano significativo' com sobretaxa ao aço; veja repercussão


Instituto Aço Brasil disse que estuda a 'entrada imediata de recurso junto ao governo americano'. Para CNI, decisão dos EUA é 'injustificada e ilegal'.




Trump assinou, nesta quinta-feira (08) sobretaxação para aço e alumínio importados pelos EUA. Uma sobretaxação de 25%  no aço e 10% no alumínio importados pelo País.

O presidente norte americano tomou a medida protecionista privilegiando os países pertencentes ao NAFTA, México e Canadá. Mas penalizando fortemente países como o Brasil. Essa isenção dá início a um possível negociação em questões militares com os vizinhos.

Nós somos o segundo maior exportador dessa matéria prima e não enxergo possibilidade mais coerente para o momento a de um recurso administrativo junto ao governos dos EUA e já articulando um outro para para OMC nos próximos dias, mesmo que Trump deseje negociar, recursos esses, fundamentados na tese de nossas  exportações que consistem em insumos e produtos semi acabados para a indústria americana mas também criar mecanismos que dificultem a importação do carvão norte americano.

As autoridade brasileiras devem agir rapidamente preservando a diplomacia e Direito Comercial. Temer os desdobramentos só nos leva a ações de proteção de nosso mercado. 



Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial