Pular para o conteúdo principal

"RAPIDINHA": DEPUTADO DIZ QUE EVANGÉLICOS SÃO DESUNIDOS

ENTREVISTA "RAPIDINHA" E EXCLUSIVA COM O DEPUTADO DISTRITAL BISPO RENATO ANDRADE

Com a iniciativa de levar aos meus leitores um leque ampliado de conteúdo apreciação e comentários trago, hoje uma entrevista exclusiva do deputado distrital Renato Andrade.
Com muitas ações e visibilidade nas redes sociais o Bispo sinaliza ter  engajado numa maratona sem volta rumo à reeleição. Com uma vasta carreira e um rol de serviços prestados à cidade o deputado afastado da mesa diretora da Câmara Legislativa pela Operação Drácon  resolveu trabalhar e já atropela a inércia. 

Foi noticiado com grande ênfase no final da semana passada o encontro de parte dos evangélicos com mandato e outros como o Bispo Rodovalho que provavelmente influenciarão de forma decisiva as eleições de outubro próximo. Todavia os 14 mil votos do deputado parecem não ter relevância para os que lá estiveram.

Coincidentemente estive no mesmo dia com o Bispo Renato Andrade que me brindou com uma entrevista muito produtiva e que passo a compartilhar com meus leitores. 

EDUCAÇÃO

O deputado evangélico tem se destacado com  emendas ao orçamento, nesta área de educação, sendo que para a Descentralização de recursos financeiros para as escolas públicas o valor é R$ 2.000.000,00 foi dobrado neste ano em valores nominais tendo com referência o ano de 2017.

"Meu gabinete acabou virando uma romaria de professores que entenderam que estamos fazendo alguma coisa de concreto para educação."



Os professores com deficiência tem prioridade na escolha de turmas o que reafirma o abraço do parlamentar às causas da educação.


OPERAÇÃO DRÁCON 

Blog: A questão da Operação Drácon está superada? 

Deputado: "Superado sempre esteve mesmo porque é uma coisa que não aconteceu...mas acaba trazendo algum tipo de reflexo."
O deputado afirma que nunca esteve com Afonso Assad sendo que este já mudou seu depoimento por cinco vezes e que já está mais que provado que o parlamentar não tinha  relações com o acusador. E prosseguiu.

Deputado: "O meu desejo era desmembrar o processo, o ideal é que cada um tivesse seu processo."

INDEPENDÊNCIA POLÍTICA

Blog: O senhor assumiu posição de "Base" do governo de pois da Operação Drácon?

Deputado: "Eu nunca fui base do governador...eu deixei de ser oposição e vim para independência...eu não vou pra base, mas fico aqui no meio termo, voto no que for bom para Brasília."

FREJAT GOVERNADOR

Candidato à reeleição o deputado Renato está convencido do nome que o Partido da República (PR), o seu partido, escolheu para concorrer ao cargo governador do Distrito Federal. Rasgou elogios ao médico Jofran Frejat e afirma não ser por imposição partidária.



Blog: Qual o nome a ser apoiado em 2018?


Deputado: "Eu acredito na figura Jofran Frejat como cara honesto, um cara correto, um cara técnico, um excelente gestor já demonstrado na questão da saúde pública.Se eu e o Agaciel não apoiar é infidelidade partidária. Hoje é o que Brasília precisa"



Enfatizou o parlamentar que obteve nas últimas eleições de 2014 14.204 votos. 

MOBILIDADE

Blog: Deputado qual seria o projeto mais importante a ser discutido neste ano?  
Deputado: "O projeto mais importante é a LUOS que trata do uso e ocupação do território nos próximos anos." 
Que é a Lei de Uso e Ocupação do Solo e que o deputado irá relatar.

Blog: De quem é a responsabilidade da queda do viaduto no Eixão Sul? 

Deputado:"Do governador... estruturas que nunca são reformadas viadutos, pontes e não se pensa nessa questão de melhorar as estruturas que temos hoje do sistema viário.

Blog: O que deve ser feito?

Deputado: " A primeira coisa que devia fazer era  Plano Diretor de Transporte Urbano e Mobilidade do Distrito Federal – PDTU/  e a licitação deve ser nos moldes que ela foi feita... uma reforma do sistema viário como um todo de maneira geral e terminar o que ele (governador) nunca terminou, não fez absolutamente nada que é a questão do Metrô.

Desferindo contra o Governo do Distrito Federal.

EVANGÉLICOS

A unidade evangélica parecem ruir quando os fiéis entram no debate e na participação efetiva nos segmentos de poder. Andrade expõe a divisão.

Blog: O senhor não vê possibilidade do segmento evangélico ter candidato próprio a um cargo majoritário (governador ou senador)?

Deputado:" O grande problema é que a gente não consegue se unir para eleger deputados distritais como a gente  vai se unir para eleger governador?
 Questiona o bispo e ainda revela o quanto este segmento é atacado na base pela companha secular dentro dos templos.

"Um universo com mais de um milhão de pessoas que não consegue se organizar porque ainda vai no ' Canto da sereia'.

Referindo-se aos políticos tradicionais "RAPOSA" que entram no reduto religioso e cooptam "as ovelhas".

O parlamentar não poupou os parlamentares evangélicos que já passaram pela Câmara  Legislativa e disparou:

"Desde a primeira legislatura todo evangélico que entra nessa casa tem problema
As mesmas pessoas que tentaram tirar os (evangélicos) desde po primeiro até hoje são do mesmo grupo político."  Insinuando  uma possível perseguição contra os evangélicos e alertou.
"...evangélico não pode ocupar espaço, no dia em que ocupar alguém vai tentar tirar ele de lá."


AS TRÊS MAIORES EMENDAS DO DEPUTADO PARA 2018

O deputado distrital indica ter encontrado um filão, bandeira, base a mais em sua carreira política, ou seja, lutar por nomeação de concursados e não con templados pelo governo Rollemberg.
01 - Execução de obras de infraestrutura e urbanismo 2.427.856,00 
02 - Descentralização de recursos financeiros para as escolas públicas 2.000.000,00
03 - Nomeações decorrentes de concursos públicos - Enfermeiro 2.000.000,00

Por: Hamilton Silva  com informações do politicadfemnúmeros 



LEIA TAMBÉM









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000