O DESTINO DE UMA NAÇÃO

Foto: Internet - Hamilton Silva
Winston Churchill (Gary Oldman) está prestes a encarar um de seus maiores desafios: tomar posse do cargo de Primeiro Mnistro da Grã-Bretanha. Paralelamente, ele começa a costurar um tratado de paz com a Alemanha nazista que pode significar o fim de anos de conflito.

Chorei. Sim , me emocionei muito vendo o filme sobre o dilema do primeiro-ministro na condução das tropas inglesas e do destino de seu povo no embate contra os alemães na costa da Normandia. De temperamento explosivo e na maioria das vezes rude, Churchiil e sua história me lembrou muitos valores: dignidade, determinação, obstinação, foco, urgência nas decisões, mas o mais importante talvez tenha sido  o amor que é construído ao longo dos anos de convivência e que suporta muitas avalanches, tormentas e bombardeios diários.

O convívio não era fácil para familiares, parceiros e opositores. Mas quanta beleza na personalidade controversa deste homem público, quantas lições para nosso povo às vésperas de uma mudança de rumos... se fizermos um paralelo, a escolha do novo líder deveria ser baseada na escolha de alguém que nos dê a mão na nossa luta contra ditadores, não aquele de bigodinho e suástica, mais contra muitos ditadores que tentam empurrar goela abaixo a deterioração da família, do respeito, da ordem,  do dinheiro público, enfim, de valores universais que aprendemos com nossos pais e que nos validam e as nossas escolhas. Combate à inversão de valores que vivemos onde o certo é errado e o errado é certo. Oxalá nosso novo líder consiga resgatar a esperança de que há como colocar a nossa casa em ordem novamente. 

Certo é que falta no nosso DNA a valentia dos que passaram pelos perrengues do velho mundo.... o patriotismo, o amor à bandeira e símbolos que nos lembram quem somos infelizmente estão hoje atrelados a malas de dinheiro, falcatruas, desvios, acordões e outras mutretas que assolam o nosso país de norte a sul. Entretanto, ainda há esperanças. Mesmo que jamais sejamos como os ingleses, que sejamos bons e persistentes  o suficiente para não abandonarmos de vez o  nosso país, cansado de tantos bombardeios.....

 Por Walesca Borges


Veja o trailler oficial do filme


Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial