Opinião – CPI NA SAÚDE DO DF É OPORTUNISMO POLÍTICO


 

Com nome espetaculoso de Falso Negativo, e deveras sugestivo, pois poderia ser falsa a Operação do Ministério Público ou seria somente o nome? Que mandou prender na semana passada, a cúpula da Saúde por suspeitas de corrupção. Sim caros Amigos, suspeita. Não cabe entrar no mérito das investigações, já que o organismo para tal apuração é o próprio MP e a polícia.

Aqui vai o apelo de um cidadão para que se abram o sigilo das investigações. Em se tratando de dinheiro público deveriam ter mais transparência e respeito.

Assim como no jornalismo, a imparcialidade sempre tem de um lado o ativismo político nas diversas esferas do judiciário e é atuante vetor de influência na política brasiliense. Leve em consideração que atual Mandatário distrital militou nos diversos corredores do judiciário e ‘nem só de amigos vive o homem’.

Entretanto, todas as ações para o combate ao vírus chinês parecem ter sido tomadas diante da maior tragédia sanitária deste século, como exemplo, seguir à risca a cartilha dos órgãos de saúde e se antecipar ao isolamento social, fato polêmico e sem comprovação científica e portanto com posse do direito da dúvida.

Cabe destacar que o governador do DF além de ser o primeiro a tomar ações assertivas não polemizou nem entrou no “oba oba” de outros governadores. Ele realmente focou na solução do problema e não somente no problema. Ações essas que podem ser comprovadas com a notícia de que o DF, hoje 02/09, tem 90% de recuperados da Covid-19.

Se você tem diferentes respostas para salvar vidas, das que foram adotadas pelo governador, você é um forte candidato ao próximo Nobel de Medicina, o que acreditamos que não seja o caso.

Quiseram esticar as eleições de 2018, onde o segundo colocado perdeu de lavada a disputa e inconformado tentou ganhar no “tapetao” acusando o vencedor, Ibaneis Rocha de abuso de poder. “Perdeu playboy, perdeu.”

Curiosamente os dirigentes da saúde foram presos na semana em que o Tribunal Eleitoral deu sentença favorável ao vencedor do pleito. Seria revanchismo? No mínimo estranho, pode ser coincidência, porém, na política não existe coincidência.

É lógico que um mal feito não abona o bem feito, todavia o mal feito não passa de suspeitas e as provas robustas não vêm à tona por causa do sigilo.

Alguém já leu, viu ou fotografou o resultado de uma CPI?

Arroubos e a histeria atingiu a todos, mas principalmente os deputados mais volúveis e mediocres em sua atuação legislativa, já que necessitam desesperadamente de um palanque. Seria providencial que a pandemia durasse até meados de 2022? Mais precisamente mês de março? Se formos analisar os nomes da lista que assinaram a CPI da CLDF, percebe-se deputados com uma necessidade imensa de reeleição, ou seja, a preocupação com a população é mesmo prioridade?

Enfim, o cenário que desejam criar no DF neste momento, pode ser traduzido como uma forma sorrateira, oportunista e eleitoreira de desqualificar o atual governo.

Por : Hamilton Silva – Jornalista – DRT 11.815

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Economia - Função de Oferta