Pular para o conteúdo principal

O SOCIALISMO DE RESULTADO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

foto: internet - reprodução - Hamilton Silva
Formamos uma, duas ou mais gerações inteirinhas de analfabetos, incapacitados, limitados intelectualmente e, verdadeiros exércitos de novos e fiéis eleitores da esquerda
A esquerda conseguiu alcançar um de seus supostamente nobres objetivos de igualdade tão perseguido nas últimas décadas: na área da educação, praticamente todos os estudantes brasileiros são iguais na ignorância e no analfabetismo funcional. Esse extraordinário resultado, deveu-se ao afinco e ao esforço com que a esquerda empenhou-se em implementar na educação nacional o mais nefasto e criminoso método educacional já concebido: o método construtivista, visão em que o educando constrói seu próprio caminho e não seguindo um previamente construído. Para nós nada mais que a materilialização do marxismo cultural.

Disseminado no Brasil pelo militante comunista e semi-analfabeto Paulo Freire, o pseudo-intelectual que na era petista foi alçado à condição de patrono da educação brasileira e cujos livros contêm no mínimo um erro de português em cada página, o método construtivista freiriano impossibilita o desenvolvimento de qualquer habilidade cognitiva em crianças e adolescentes, pois ele não foi criado para essa finalidade.

O objetivo do método é unicamente promover a lavagem cerebral para preparar uma massa de futuros militantes do movimento comunista que estejam nos aparelhos estatais. Esse objetivo se tornou realidade na educação nacional nas eras tucano/petistas, como atestam os resultados divulgados na terça (03/12) do exame do PISA, sigla em inglês para Programa Internacional de Avaliação de Estudantes: dois terços dos estudantes brasileiros avaliados mostraram saber menos do que o básico em matemática. O exame foi feito em 2018.

Nas áreas de leitura e conhecimento de ciências básicas, os resultados também evidenciaram o flagelo da educação nacional. Considerando as maiores economias do mundo e o gasto com educação como percentual do PIB nacional, o Brasil possui um dos piores sistemas de educação pública e privada dentro desse grupo de países.


Décadas de construtivismo na educação básica e de militância esquerdista, travestida de atividade acadêmica no meio universitário, portanto não será em menos de 1 ano de  governo que nada com um bote e dois remos contra uma cachoeira, que veremos resultados mais inspiradores em exames do PISA.

Comentários

Adriana disse…
Parabéns, Hamilton. Excelente reflexão.
Hamilton Silva disse…
Obrigado. Adriana. Essa reflexão é só uma preocupação de pai, pois não sou especialista em educação e portanto é mais um processo natural da experiência adquirida nesses mais de 50 anos de idade e nas gratas leituras acadêmicas. abraço.

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000