OS PROFESSORES COMENTEM UM DESSERVIÇO AO DF E AO BRASIL QUANDO FAZEM UMA MANIFESTAÇÃO IDEOLÓGICA E PARTIDÁRIA


Com tanto atraso e baixo rendimentos nas avaliações de conhecimento por parte de nossos estudantes, e por parte até mesmo de professores um dia sequer de paralisação já faz estragos imensuráveis ao timing do aprendizado.

Prestam um desserviço quando militam contra a reforma da previdência, mas principalmente quando ignoram o estado de falência das contas públicas e distorcem o debate sobre ¹contingenciamento nas verbas da educação. Talvez a razão, talvez, estivesse ao lado dos professores se reclamassem por aumentos salariais e melhores condições de ensino. 

Talvez a razão, talvez, estivesse ao lado dos professores se reclamassem por aumentos salariais e melhores condições de ensino. Há muito tempo paralisações e greves não resolvem questões especificas de salários ou de condições de trabalho que resultem em melhores índices educacionais.

Prejudicam alunos (pais) , os próprios professores (resguardados pela estabilidade) e o Estado, que consome vultosas quantias mantendo o sistema educacional. 
Outra coisa que não entendi: se o ¹contingenciamento alcança o ensino superior em favor do ensino fundamental, básico,  porque  professores do ensino básico engrossavam manifestação?

A paralisação não teve haver com corte em verbas públicas. A manutenção e legitimação de notícias falsas é o que interessa. Muito menos com exercer cidadania. Muitos, milhares dos professores que ficaram em casa, querendo trabalhar e que não concordam com a baixa produtividade das Universidades, por exemplo também exercem sua cidadania ao se manifestarem contra uma paralisação partidarizada. 

Os educadores repassaram o conteúdo de "¹contingenciamento" descrito pelo ministro Abraham Weintraub é apenas suspenção em determinadas áreas?
Creio que não. Não há interesse em falar a verdade. O único interesse é retomar uma agenda de manifestações contra o governo, eles são um dos focos da dita"resistência" 
esquerdista. 

A questão não é repor aulas perdidas, a questão é nao parar.Reposição de aula não recupera o tempo perdido, haja vista o tempo em que os alunos ficaram em casa sem um direcionamento educacional apropriado. E público que sempre que se repõe aulas a integralidade e sintonia dos alunos são de longe prejudicadas.

De um universo de 26 mil professores ativos(dados do site da secretaria de educação) da rede pública no Distrito Federal apenas 6 mil estiveram na esplanada para executarem um plano da militância. Ou seja apenas 1/4, dados que descortina outra realidade: professores estão cansados de militar numa causa perdida: a militância financiadora de sindicatos e partidos políticos corruptos.


¹O contingenciamento consiste no retardamento ou, ainda, na inexecução de parte da programação de despesa prevista na Lei Orçamentária em função da insuficiência de receitas. Normalmente, no início de cada ano, o Governo Federal emite um Decreto limitando os valores autorizados na LOA, relativos às despesas discricionárias ou não legalmente obrigatórias (investimentos e custeio em geral). O Decreto de Contingenciamento apresenta como anexos limites orçamentários para a movimentação e o empenho de despesas, bem como limites financeiros que impedem pagamento de despesas empenhadas e inscritas em restos a pagar, inclusive de anos anteriores. O poder regulamentar do Decreto de Contingenciamento obedece ao disposto nos artigos 8º e 9º da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
http://www.planejamento.gov.br/servicos/faq/orcamento-da-uniao/elaboracao-e-execucao-do-orcamento/o-que-e-contingenciamento



Um comentário:

elias lopes disse...

Quem presta um desserviço é vc e seu blog tendencioso e racionado pelo GDF.

Postagem mais antiga Página inicial