Pular para o conteúdo principal

NO PAÍS ONDE COSTUMA-SE NAO CUMPRIR AS LEIS CANTEMOS O HINO NACIONAL


NOS JOGOS DE FUTEBOL PODE, MAS NAS ESCOLAS NÃO?

Eu não me recordo de nenhum ministro enviar ao professores uma carta sugerindo nada sempre foi uma relação de rei para súditos. Ricardo Vélez recomendou cantar, no primeiro dia de aula, o Hino Nacional no inicio das aulas. Recomendou, mas obrigatoriedade da lei número 5.700 de 1 de setembro de 1971 descumpre-se descaradamente sem nenhuma vergonha na cara, portanto o Ministério da Educação não inventou lei. 

Recomendou somente, não obriga a entoar o slogan de campanha do presidente Jair Bolsonaro: "Brasil acima de todos Deus acima de tudo", foi somente o encerramento da carta do ministro às escolas anexado à sua assinatura. A legislação é antiga e foi complementada pela Lei 12.157 de 23 de dezembro de 2009. 

A vontade de desestabilizar o país e o governo é de uma oposição irresponsável inconsequente e sistemática não importando se o tema tem relevância ou não a sociedade brasileira. O que realmente importa, para esses histéricos é refutar e desestabilizar.
A má vontade da mídia e a má fé é extrema e o único interesse da oposição é o poder pelo poder. Querem voltar a qualquer custo. O quanto pior melhor é narrativa diuturna de muitos desesperados que perderam a mamata e de muitos outros que ainda vão perder.

 A irresponsabilidade chegou ao fim. O Brasil chegou à beira do caos porque perdemos ao longo dos anos dos governos socialistas os muitos dos valores que engrandece nosssa nação, honra e respeito à autoridades por exemplo fora o espírito do civismo implementado com vistas a valorizar nossos símbolos e nação. A histeria dos professores diante de filmagens, recomendadas, das crianças não é a razão maior para se evitar o patriotismo. Se o problema for a autorização por escrito dos pais, que se peça a assinatura deles. Que se assine essa autorização. Tenho certeza de adesão em massa. 

Segue a letra do Hino para os muitos que se horrorizam com nosso país.


Hino Nacional Brasileiro 

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heroico o brado retumbante E o sol da liberdade, em raios fúlgidos Brilhou no céu da pátria nesse instante Se o penhor dessa igualdade Conseguimos conquistar com braço forte Em teu seio, ó liberdade Desafia o nosso peito a própria morte! Ó Pátria amada Idolatrada Salve! Salve! Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce Se em teu formoso céu, risonho e límpido A imagem do Cruzeiro resplandece Gigante pela própria natureza És belo, és forte, impávido colosso E o teu futuro espelha essa grandeza Terra adorada Entre outras mil És tu, Brasil Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil Pátria amada Brasil!

 II

 Deitado eternamente em berço esplêndido Ao som do mar e à luz do céu profundo Fulguras, ó Brasil, florão da América Iluminado ao sol do Novo Mundo! Do que a terra, mais garrida Teus risonhos, lindos campos têm mais flores Nossos bosques têm mais vida Nossa vida no teu seio mais amores Ó Pátria amada Idolatrada Salve! Salve! Brasil, de amor eterno seja símbolo O lábaro que ostentas estrelado E diga o verde-louro dessa flâmula Paz no futuro e glória no passado Mas, se ergues da justiça a clava forte Verás que um filho teu não foge à luta Nem teme, quem te adora, a própria morte Terra adorada Entre outras mil És tu, Brasil Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil Pátria amada Brasil! 

Composição: Francisco Manuel da Silva / Joaquim Osório Duque Estrada


Comentários

Unknown disse…
Pra mim não precisa nem pedir já ta outorizado a cantar o hino nacional o hino estadual e o hino municipal
Unknown disse…
Não só o hino da nossa Pátria querida, sou a favor que cantemos outro hinos, como por exemplo o de Brasília, o da Bandeira,etc! O nosso hino é um dos nossos símbolos mais importantes! Cantemos, cantemos, cantemos...
Luciane disse…
Quando eu era criança cantavmos o Hino Nacional no Colégio Santo Agostinho e de pois no Externato São José (Goiânia -GO), assim que aprendi ! Senão for nas escolas onde eles aprenderão?Qual o problema nisto?
Hamilton Silva disse…
Verdade Luciane, não arranca pedaço de ninguém!
Obrigado por seu comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Bolsonaro ensaia ‘dobradinha’ com Ibaneis

  Foi hoje na posse do novo ministro Ciro Nogueira cacique do PP que Jair Bolsonaro disse:   “Dispenso comentários. Nós aqui somos um só governo. União e Distrito Federal é um casamento perfeito” , declarou Bolsonaro aos presentes na solenidade. O horizonte eleitoral é muito mais curto que os trezes meses até o pleito. Ibaneis Rocha (MDB) para governador e Jair Bolsonaro para presidência seria uma chapa imbatível no Distrito Federal. Ambos foram muito bem sucedidos em 2018  no quadrado do Planalto Central. Bolsonaro teve 69,99% cerca de 1.080.411 votos no segundo turno e Ibaneis Rocha recebeu 1.042.574 votos – o equivalente a 69,79% dos votos válidos. Bolsonaro é “raposa felpuda” com mais  de trinta anos de vivência  no Congresso Nacional e apesar de Ibaneis ter conquistado o seu primeiro mandato vem surpreendendo com quase 3 anos de uma gestão positiva ou do “bem”. O resultado eleitoral em 2018 jamais poderá ser ignorado sob pena de se repetir a derrocada de seus opositores. Opositore

Verdade nua e crua

 O jogo político está empatado, os atores da política nacional jogam no limite possível.  Não há como destituir o presidente Jair Bolsonaro do seu cargo. A oposição já sabe disso. Não vai trabalhar por impeachement , pois todas ações neste sentido passam pela aprovação da Câmara dos Deputados e o presidente Arthur Lira já deu sinais diferentemente de Rodrigo Maia  de ser um "homem de palavra".  Bolsonaro está acastelado. Ele tem o cargo de Presidente da República, o que não é pouca coisa, tem as ruas, os movimentos de milhões, ignorados pelos jornais e tem as Forças Armadas. Muito dificil derrubar. A oposição só tem uma chance de vencer Bolsonaro: Fraudando as Urnas e por isso o ponto de equilibrio desse jogo é a aprovação ou não da PEC 135/2019.  As estratégias adotadas pela oposição revelam o total desespero dos atores políticos, isto porque mal aprofundam as ações em curso como foi o caso do impeachement na Câmara dos Deputados e já implementam outra seguida do insucesso.