Pular para o conteúdo principal

DISTRITAIS NOVATOS ENTERRAM SEUS TALENTOS

Foto:Divulgação
A parábola dos talentos (Livro de Mateus capítulo 25:14) mostra como não devemos desperdiçar as oportunidades que Deus nos dá. Os verdadeiros seguidores de Jesus aproveitam as oportunidades e obtêm bons resultados. Os falsos seguidores desperdiçam tudo que recebem.

Se fizermos uma pequena analogia da parábola citada com a recém história política dos deputados distritais eleitos podemos chegar a conclusão que muitos deles irão ficar no mandato único. Esses que não sabem ou não souberam se utilizar do "talento" dado por Deus poderão, daqui a quatro anos, não terem a mesma oportunidade.

Outro termo bíblico bastante utilizado que podemos vincular ao processo eleitoral para membros da mesa diretora da CLDF é: ALIANÇA- é o ato ou efeito de aliar-se. É um pacto, um ajuste, um acordo. É a união harmoniosa de coisas diferentes entre si para conseguir um objetivo comum, isto é, que beneficie todas as partes envolvidas. Infelizmente os agentes dessa costura política se esquecem que aliança requer outro princípio básico nas relações humanas; A fidelidade. 

Enquanto alguns contabilizam os votos, outros se colocam como objetos leiloados oferecendo seu voto  para o candidato que oferecer o maior lance. Resta saber qual o preço que cada um vale, afinal há deputado  disposto a pagar e outros que já alertaram que não irão cair nessa armadilha e que irão a público denunciar a compra de votos.

Lembremos de Judas que antes mesmo da santa ceia acabar levantou-se e foi embora; deixando Jesus, mas deixando também a equipe, o grupo que ficaria pra sempre na história da humanidade. Judas se isolou, se enforcou porque não suportou a pressão interna. Tem distrital traindo, tem distrital usando mau os talentos e mais na frente poderão trair por trinta moedas de prata.

Judas foi consumido por ganância, a ponto de trair a confiança, não só de Jesus, mas também dos outros discípulos. O distrital travestido de Judas poderá ficar tão isolado quanto judas.

Resta ao eleitor acompanhar bem de perto todo processo e saber identificar quem são os infiéis, maus servos e com caráter corrompido. Devemos alertar para as gerações amaldiçoadas que podem influenciar todo processo político de uma cidade, de um povo, de uma nação.

“Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem,...” ( Ex. 20:5 ).



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as