Pular para o conteúdo principal

1º OPEN NIGHT DA CADERODE CELEBRA RELACIONAMENTOS E RESULTADOS


FOTOS: CaderodeDF

Há mais de duas décadas atuando no ramo de mobiliário corporativo – aliando estilo à alta sofisticação tecnológica – a Caderode convidou amigos, clientes e potenciais clientes para celebrar, no final de novembro, o sucesso da empresa, que tem na inovação permanente sua marca principal.

Reconhecida pela sua especialidade em criar ambientes de trabalho que unem qualidade e conforto, com designs contemporâneos e inovadores, a Caderode abriu suas portas para que todos pudessem conhecer as novas tendências para mobiliários executivos. Tudo regado a música, comida e bebida. Carlos Eduardo Teixeira, diretor da Caderode no Distrito Federal, manifestou sua alegria pela presença dos clientes e amigos e afirmou que esta é a primeira de uma série de encontros que vão aproximar ainda mais a empresa de seus clientes. “É uma imensa honra ter tanta gente boa por perto, acreditando em nosso potencial”.

Gustavo Barreto, da G. Corporation, não poupou elogios à iniciativa da Coderode. “Foi algo maravilhoso para a rede de clientes conhecer os produtos, as lojas do Brasil 21, um evento requintado, com pessoas maravilhosas. É uma honra fazer parte do grupo de empresários clientes da Caderode”, disse.

Albert Guedes, da Hope Treinamentos e Consultoria, afirmou que o open night possibilitou à clientela “conhecer um pouco mais dessa gigante do segmento”. E acrescentou: “fui muito bem recebido, boa música, tudo muito requintado, com leveza. Espero participar de novos eventos”.

Silvia Bouvier, Executiva Comercial da Flix Mídia, também celebrou o sucesso da marca e destacou a importância do evento para fazer network. “Quero agradecer ao convite. Foi maravilhoso. A loja é maravilhosa, foi uma excelente oportunidade. Todo material de excelente referência”.
“Foi uma noite regada a apresentações e bate-papos, onde os convidados puderam conhecer mobiliários de alta performance, versáteis e elegantes. Que noite abrilhantadora todos vocês nos proporcionaram! Agradecemos imensamente a presença de cada um, afinal, são vocês que nos movem em busca da excelência”,
 
 encerrou Carlos Eduardo Teixeira, diretor da Caderode-DF.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000