Pular para o conteúdo principal

PEDROSA QUER UNIVERSIDADE DISTRITAL


Foto
Eduardo Pedrosa(PTC): "A Gente não vai mudar o nosso país se a gente não dá educação."



Eduardo Pedrosa, com 28 anos, foi eleito pelo PTC e já é considerado por muitos articuladores, jornalistas e assessores como um estrategista nato  que pode configurar a próxima mesa diretora da Câmara Legislativa.

Muito carismático e com o dom da palavra, o distrital detentor de 12086 votos é articulado e muito desenrolado nos bastidores e revelou que já formou, com outros três deputados um bloco politico, auto-intitulado de quarteto fantástico, que irão influenciar com votos, de maneira a vencer as eleições para a mesa diretora da CLDF.

Deputado distrital de primeiro mandato Eduardo Pedrosa(PTC), concedeu entrevista ao programa Conectado ao Poder da Metrópoles FM onde reafirmou sua luta pela democratização do processo educacional no Distrito Federal e para isso pretende se utilizar de toda sua expertise para a construção de uma Universidade Distrital.
No primeiro momento o Ibaneis já esteve na Câmara discutindo recursos para a Universidade Distrital.
Eduardo Pedrosa disse que já existe um projeto nesse sentido, mas que o governo não colocava recursos. O deputado disse também, que esteve com Agaciel Maia  (do PR presidente da Comissão de Economia) solicitando mais verbas para esse projeto, o da Universidade Distrital .

Funcionamento:
Segundo Pedrosa a princípio, a Universidade Distrital se utilizaria de escolas públicas que lecionam o ensino médio para servirem de Universidade ou outro espaço público disponível o que proporcionaria uma descentralização do ensino superior contemplando todas as cidades satélites do Distrito Federal.


Por: Hamilton Silva - Jornalista, economista e diretor da ABBP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000