Pular para o conteúdo principal

O CARA QUE TENTOU CONTRA O ESTADO NÃO É LOUCO

FOTO: INTERNET




Por: Hamilton Silva

Já sabemos qual será a tese da defesa; o tal louco que tentou contra a vida do presidenciável Jair Bolsonaro(PSL) não é louco, nem aqui nem na China. O tal Adélio Bispo foi filiado a um partido de esquerda por sete anos, o cara tem curso superior e saiu de sua residencia viajou duzentos quilômetros para concretizar sua "missão", segundo ele ordenado por deus. Deus tem andado tão ocupado que agora mandou mandar o secretário.  

Não compreendo como as autoridades policiais deixam essas ameaças acontecerem.

Assim como no caso da vereadora do Rio de Janeiro o crime (tentativa de homicídio) é político sim, as motivações são políticas e a tentativa de traçar um perfil doentio do figura já denota a tese do advogado porta de cadeia. Ah, mas claro que todos tem o direito de defesa. Sim isto é um dos princípios da democracia.

A mesma democracia que criminoso fere com uma estocada somente, a mesma estocada que fere o Estado e afronta os milhões de eleitores simpatizantes do candidato Bolsonaro. Não há conexões do meliante com outros partidos políticos porque o mesmo  ainda ter conexões ideológicas com sua antiga legenda.

Existia em práticas de terrorismo (quando eu era dos segmentos de esquerda) o desligamento preventivo do segmento partidário para preservação da entidade quando o tal individuo era destacado para esses tipos de missões de alta complexidade. Já há indícios de que havia no local outras duas pessoas (um casal) que passaram a arma do crime. Daí mais uma qualificadora. Vejamos se haverá julgamento justo para aquele que coloca em seu perfil do facebook uma balança, símbolo da justiçá.

A conjuntura nacional exige MUITA CALMA nessa hora, até porque o eleitor comum, sem ideologia, deseja somente tocar sua vida com dignidade e paz. Não é atoa que os esquerdistas estão enfurecidos com a prisão efetiva do Lula e possível vitória de um capitão do exército, agora no primeiro turno, e "mito" VIVO é inimigo declarado do comunismo. As eleições irão passar e todos vão estar vivos, mas sem amigos?

O Brasil não vive uma crise econômica; O Brasil é extremamente rico em recursos naturais e outros bens, inclusive os de capital, entretanto o grave problema que enfrentamos é uma crise moral que culmina numa crise de confiança. A pergunta que faco é se você fosse um mega milionário você investiria em um país onde a bagunça prevalece?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000