ESQUEÇAM BOLSONARO: O DÓLAR SE VALORIZA POR CAUSA DE INFLUÊNCIAS EXTERNAS E POR CAUSA DO DESEQUILÍBRIO FISCAL

Foto: Hamilton-Silva
O Banco Central agiu corretamente interferindo no mercado de dólar.


É obvio que a situação instável da economia nacional e das turbulências políticas causadas por corrupção e por um sistema político falido influenciam diretamente na alta da moeda americana, mas esta interferência não é nem de longe, determinante para a explosão da hiper valorização do dólar americano e consequentemente a desvalorização do real.

O impacto da alta do dólar na vida das pessoas vai chegar a todos, inclusive à dona de casa. Mas por que? Porque puxa a inflação para cima. Um dólar tão valorizado retrata uma economia que está em desequilíbrio, principalmente o desequilíbrio fiscal causado pela má gestão nas contas públicas. 

Como o mercado, de maneira mais generalizada, considera confiança como sendo um item de luxo para os investidores, alguns analistas falam e escrevem qualquer coisa sobre qualquer candidato com um único objetivo: Conduzir e influenciar o resultado do pleito. Eleições sem prognósticos ou chutes na atual conjuntura seria uma calmaria digna de países excluídos do mercantilismo moderno. E a desconstrução de candidaturas, como a de Bolsonaro, interfere na inteligência do eleitor.

Por: Hamilton Silva -  Jornalista e economista
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial