Pular para o conteúdo principal

CONCURSOS SÓ PARA SUBSTITUIR APOSENTADOS DIZ ASESSOR DO PLANEJAMENTO

O governo vai priorizar a realização de concursos só para substituir aposentados. Segundo Arnaldo Lima, assessor especial do Ministério do Planejamento, não há porque aumentar o quadro de pessoal do governo federal, que hoje gira em torno de 650 mil servidores ativos.


Na avaliação de Lima, é preciso olhar para frente. “Se 50 vagas ficarão abertas, não quer dizer que todas têm que ser preenchidas? O tamanho atual do governo está dentro do que consideramos ideal”, afirma, entre entrevista ao CB.Poder, parceria entre o Correio Braziliense e a Tevê Brasília.
 Lima ressalta que 40% dos atuais servidores estarão em condições de se aposentar nos próximos 10 anos. Mas é importante frisar que todas as vagas que serão preenchidas já seguirão as novas regras salariais. No caso de cargos de nível médio, o rendimento máximo inicial será de R$ 2,8 mil e, nos postos de nível superior, de até R$ 5 mil.

Ele acredita que, mesmo reduzindo os salários iniciais, continuará havendo interesse no serviço público. O que não pode, destaca, é manter as distorções que se criaram no governo, em que um servidor de nível médio ganha mais que o dobro de um trabalhador da iniciativa privada que exerce a mesma atividade.
“No caso das funções de nível fundamental, a diferença de salários em relação à iniciativa privada é de três vezes”, afirma Lima. Ele ressalta que o salário médio no Executivo federal é, hoje, de R$ 10 mil. No Legislativo, gira em torno de R$ 17 mil. Para o técnico, o teto remuneratório vai permitir o aumento da produtividade no serviço público.

Pelos cálculos de Lima, com a decisão do governo de reduzir os salários iniciais de ingresso no funcionalismo, a economia para o Tesouro Nacional será de R$ 18,6 bilhões ao longo de cinco anos. Em uma década, serão poupados R$ 69,8 bilhões. “Não se trata apenas de uma medida voltada para a questão fiscal. Também tem a ver com o melhor funcionamento do governo”, frisa.

Em relação ao adiamento do reajuste salarial dos servidores de 2018 para 2019, Lima enfatiza que as decisão será tomada pelo Congresso. É lá que será feito o debate. Representantes dos servidores reclamam que não foram consultados sobre a proposta do governo que permitirá uma economia de R$ 5,1 bilhões.

FONTE: BLOG DO VICENTE NUNES - CORREIO BRAZILIENSE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000