Pular para o conteúdo principal

"CADA UM QUER DERRUBAR O OUTRO"

FOTO: HAMILTON SILVA
Hamilton Silva é economista e jornalista diretor da Associação dos Blogueiros de Política de Brasília


CADA UM QUER DERRUBAR O OUTRO
“Chamaremos de autoridade o direito de dirigir e de comandar, de ser escutado ou obedecido pelos outros; e de ‘poder’ a força de que se dispõe e com cuja ajuda se pode obrigar os outros a escutar ou a obedecer" Perelman, Chaïm
Pensa comigo
Hoje estava numa sala, no meu local de trabalho, com vários colegas, e ouvi o seguinte questionamento:
-Quer dizer que uma pessoa obesa não pode dar uma palestra sobre alimentação saudável?
O interlocutor, adepto do fisiculturismo, respondeu atônito:
- Claro que não. Sendo assim, um alcóolatra poderia ministrar um curso no AA? Faça-se aqui uma breve reflexão: o alcoolismo não tem cura, portanto, o que se faz em programas de recuperação de dependentes é nada mais do que o controle diário da dependência, logo, os palestrantes nada mais são do que  dependentes sim mas com a consciência do que devem e do que não devem mais fazer  com relação ao consumo de  bebidas alcóolicas. E se formaram como autoridades no assunto, viveram experiências que somente eles poderiam compartilhar com outros gerando neles mesmos autoridade para ministrar o tema.
No caso do exercício do poder, penso que seja essencial  que sua legitimidade seja reconhecida, que ele angarie o consentimento geral daqueles que lhe são sujeitos.
"O gângster ou o tirano exerce um poder sem autoridade. " 
FOTO: INTERNET - HAMILTON SILVA
Logo em seguida, assistimos  na TV uma declaração da nossa maior autoridade constituída, nosso maior arquétipo constituído,queiramos ou não...O Presidente daRepública, Michel Temer, fez a seguinte declaração:
"Cada um quer derrubar o outro", não fosse outra pessoa a declarar tal coisa, não fosse outra autoridade a exercer seu oficio, eu não prestaria tanta atenção no que o pmdebista havia dito.
Ora, vivemos exatamente no País que ele descrevera, quem poderia discordar? Quem poderia se opor àquele que se oportunizou diante da fraqueza política da "presidenta"? Na verdade, ele estava falando dele mesmo, ou estou equivocado? hahahahahahahahah
Ele está coberto de razão, infelizmente tenho que concordar, afinal, quando furamos a fila no trânsito ou no banco estamos praticando o que nossa autoridade maior descreve em sua frase.... esta é a realidade a qual devemos combater, lutar para que mude, fazer tudo que pudermos para que esta situação se modifique quem sabe para as futuras gerações. E esta mudança passa necessariamente por atitudes e ações construídas na ética e no respeito aos demais, valores que certamente o Presidente desconhece, afinal, ele chegou    onde queria exatamente porque age como ataca: derrubando todo mundo.
O jeitinho brasileiro”, como é conhecida a nossa capacidade de flexibilizar situações, justifica, em tese, a afirmação do Presidente Temer:
Comprar CNH, Carteirinha de estudante falsa, sonegação de imposto, enrolar no horário de trabalho, comprar produto pirata e gatonetseriam apenas alguns exemplos.
Quando tentamos ludibriar pessoas ou edificar a "cultura do jeitinho" estamos potencializando a autoridade de nossos arquétipos e modelos constituídos da pior maneira, mas fatalmente estamos enfraquecendo nossa autoridade moral.
Ainda que não concordemos, ainda que ensinemos nossos filhos outros valores, ainda que tenhamos uma conduta diferente, oPresidente falou a verdade ao dizer  a tal frase. Ainda bem que não somos obrigados a ouvi-lo,nem a  obedecê-lo.

Revista por Walesca Borges

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda