Pular para o conteúdo principal

BRASÍLIA GANHA PRIMEIRO CENTRO DE ECONOMIA POPULAR SOLIDÁRIA

FOTO: PRESS COMUNICAÇÃO-HAMILTON SILVA

Iniciativa da Secretaria Adjunta do Trabalho busca fomentar o empreendedorismo e gerar renda de pequenos empreendedores e cooperativas

Cada vez mais, a capital federal tem se mostrado empreendedora. No último 31 de agosto, quinta-feira, foi inaugurado o primeiro Centro de Economia Popular e Solidária (CEPES), uma iniciativa da Secretaria Adjunta do Trabalho (Seatrab) do Distrito Federal (DF). O espaço fica bem no centro da cidade, no Setor Comercial Norte (Quadra 1), revitalizando um espaço público que estava ocioso. A ocasião também foi marcada pela assinatura do decreto que regulamentou a lei de economia popular solidária, nº 4.899, de 2012, que desde então aguardava por esta iniciativa.
O CEPES servirá como referência para a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE). Além disso, possibilitará formar e capacitar tecnicamente os trabalhadores dos empreendimentos, por meios de parcerias com instituições. Serão beneficiados aqueles trabalhadores que têm como fonte de renda trabalhos baseados na produção manual, como artesãos e produtores rurais, bem como suas respectivas cooperativas.
O Secretário Adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour, destaca o papel social do CEPES. “A nossa principal tarefa será acender o protagonismo e empoderar aqueles que, muitas vezes, ficam invisíveis. São trabalhadores que precisam de apoio para impulsionar ainda mais seus negócios, que garantem o sustento de suas família”, destaca.

O Governador Rodrigo Rollemberg, que esteve na inauguração, destacou a importância da iniciativa em um momento de dificuldades econômicas que o país enfrenta. Ele ressaltou ainda que, mesmo com os cortes de gastos que o governo tem feito, a área social tem ganhado reforços de investimentos.

O CEPES é um importante espaço para realizar atividades, capacitações, palestras, seminários, entre outros suportes que promovam e divulguem a economia solidária. O espaço funcionará integrado com o Cadastro Nacional de Empreendimentos Econômicos Solidários (CADSOL), do Ministério do Trabalho, sendo um dos pontos de registro dos interessados. Com isto, eles passam a participar de programas do governo local e federal, podendo profissionalizar ainda mais seus empreendimentos.

Para a artesã da Rede Pequi Patrícia Almeida, que falou em nome dos artesãos presentes, a iniciativa atende um anseio antigo da categoria. “Este é o ponto de partida para muitos projetos que virão. Esse lugar é nosso”.

Ponto de apoio
Além de servir dar as devidas orientações e capacitações para os empreendedores, o espaço também vai promover os trabalhos dos empreendedores solidários. Um vez por mês, o estacionamento em frente ao CEPES vai abrigar uma feira para comercialização dos produtos. Os interessados em participar só precisam procurar o centro e preencher os pré-requisitos.



Definição
Segundo Paul Singer, professor aposentado da Faculdade de Economia e Administração da USP, economia solidária é um modo de produção que se caracteriza pela igualdade, tendo a produção como posse coletiva dos que trabalham. “Os empreendimentos desse segmento são geridos pelos próprios trabalhadores coletivamente de forma inteiramente democrática. Isso quer dizer que cada sócio, cada membro do empreendimento tem direito a um voto”, explicou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda