NOVE PONTOS DE UMA VERDADEIRA REFORMA POLÍTICA

FOTO: INTERNET - HAMILTON SILVA

Os políticos nos últimos dias, depois de livrar a pele do presidente da república, tem exercitado partes de seus cérebro para criar alternativas de se "garatirem", ou seja, tentam a todo custo, isso mesmo, custo, construir uma REFORMA POLÍTICA para ser chamada de reforma. o que estão aprovando nessa semana na Câmara dos Deputados não passa de perfumaria.

Caso o debate fosse algo sério, ou melhor, se nossos parlamentares o fossem teríamos o seguinte debate:


Nove pontos de uma verdadeira REFORMA POLÌTICA

  1. Acabariam com o voto obrigatório a vontade de praticar a cidadania deve ser espontânea e até prazerosa, afinal escolher nossos representantes é estar envolvido diretamente no processo de evolução da sociedade.
  2. Discutiriam de forma definitiva o fim da contribuição financeira pública ou privada, cada candidato deveria se financiar. O Estado não se compromete com a eleição de nenhum deles ( ATÉ  PORQUE O CIDADÃO NÃO CONCORDA EM FINANCIAR CANDIDATOS);
  3. Acabar com a campanha em rádio e TV. ACABAR MESMO O TERMO CORRETO É O FIM DA CAMPANHA NO RÁDIO E TV QUE SE CHAMA GRATUITO MAS DE GRATUITO NÃO TEM NADA E QUEM PAGA SOMOS NÓS, CIDADÃOS;
  4. A divulgação da plataforma de trabalho ( SERIA ) divulgada apenas em santinho e palanque ( COMO É FEITO NA EUROPA);
  5. A campanha se limita ao local onde o candidato reside, ( OU SEJA, ELE DISPUTA COM PESSOAS RESIDENTES  NO LOCAL ONDE VIVE E DOMINA DE FATO OS PROBLEMAS DA COMUNIDADE LOCAL E JÁ DEVE SER CERTAMENTE UMA LIDERANÇA LOCAL )vide VOTO DISTRITAL MISTO;
  6. Caso a personalidade ( O ELEITO PARA O LEGISLATIVO  FICA PROIBIDO DE MUDAR DE PARTIDO, OU SEJA, FIM DA INFIDELIDADE PARTIDÁRIA);
  7. Fica proibido autoridade eleita abandonar o cargo para o qual foi eleito e assumir outro cargo em órgão do executivo;
  8. Fica proibida a posse de suplente sem voto ( A SUPLÊNCIA SERIA OCUPADA PELO SEGUNDO MAIS VOTADO);
  9. Fim da figura do vice em todos os níveis ( EM DESUSO E QUE SE JUSTIFICAVA NA ÉPOCA DA DITADURA)
Por: Walesca Borges & Hamilton Silva
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial