MAIS APOIO PARA AS STARTUPS



FOTO:PRESS COMUNICAÇÃO

Com projeto encaminhado pelo Executivo à Câmara Legislativa, novos negócios serão beneficiados com maior aporte do Governo para o desenvolvimento do setor produtivo

No mundo dos negócios, a máxima “tempo é dinheiro” é uma verdade absoluta. E para não prejudicar as startups do Distrito Federal, o Governo deu toda a celeridade necessária para a aprovação da Lei de Subvenção Econômica, sancionada nesta quarta-feira (24/5) pelo Governador Rodrigo Rollemberg em solenidade no Palácio do Buriti. Em 20 dias foi possível resolver as questões relacionadas à Lei e, em apenas 7 dias, aprová-la juto à Câmara Legislativa.

Entre os mais entusiasmados da solenidade estava o Secretário Adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour, responsável pela redação do projeto de Lei e quem defendeu a urgência na aprovação. Ele reuniu entidades representativas do setor, como a Associação Brasileira de Startups e Empreendedores Digitais (Asteps), Associação de Jovens Empresários do DF (AJE-DF), Fibra, entre outros, para levantar as necessidades e os aspectos sensíveis do setor.

“Temos de pensar em novas matrizes de desenvolvimento econômico para Brasília, principalmente sustentáveis. Não podemos perder startups para outros estados por falta de apoio. Precisamos pensar também nas profissões do futuro”, destacou o secretário.

A legislação dará permitirá que a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF) dê subsídio econômico a empresas envolvidas com atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação. De acordo com o Governador, o objetivo é tornar o DF um polo de produção científica, aproveitando-se do grande potencial intelectual da cidade, com a maior proporção de doutores por habitante. “Espero que a legislação, além de várias outras ações, como o BioTic – Parque Tecnológico, a Campus Party e os novos editais da FAP, contribua para que Brasília seja um polo de ciência, tecnologia e inovação”.

Aporte financeiro
Em até 20 dias será liberada a verba para as 47 startups selecionadas no Edital Startups Brasília 2016. Cada uma delas receberá até R$150 mil para investir e alavancar suas atividades. Com o projeto de lei, novos editais e outras iniciativas de fomento ao empreendedorismo de inovação serão simplificados. Outra boa notícia anunciada na assinatura da Lei é  a abertura de novo edital em breve.
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial