DEPUTADO ISRAEL FAZ DISCURSO DESCONECTADO E DESCONEXO SOBRE SERVIDORES PÚBLICOS

foto: divulgação - Hamilton Silva
Um fato bem curioso ocorreu na reunião que analisa a proposta de teto salarial nos poderes do Distrito Federal nesta terça-feira (4). O deputado distrital Israel Batista (PV) criticou a cultura do serviço público na capital. 
De dez profissões mais promissoras, disse ele, sete estão no serviço público. E foi ácido: "máquina apodrecida", classificou, citando também a inversão que existe no mercado de trabalho.
 Mas o que muitos acharam estranho é que Israel Batista, além de deputado, é professor de cursinho, justamente para entrar no serviço público. Ninguém entendeu o parlamentar. Nem os alunos dele.
1- Generaliza a prestação do serviço e do servidor público afirmando que "máquina apodrecida". Além de generalização incorrer num erro gravíssimo como pode um parlamentar criticar um servidor público de forma tão depreciativa? É preciso olhar para seu próprio telhado antes de jogar nos outros.
2- O público que o elegeu inclue estudantes que creditaram  confiança em seus  ensinamentos ;
3 - Desconexo porque o deputado esta cuspindo no prato que comeu, menosprezado aqueles que com muito esforço estudaram às duras penas e acreditaram em seus professores de cursinho, que é valoroso servir o publico.
4- No mesmo dia nos corredores escutei de um parlamentar a reclamação de que não recebe pecunia referente as férias.  Oxalá os deputados obtivessem longos anos de estudo pra serem qualificados e merecedores das garantias  que maioria dos servidores público faz jus.
Acredite amigo o serviço público oferece ao cidadão os melhores profissionais do mercado.

Com texto do www.brasiliaemom.com.br
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial