Pular para o conteúdo principal

PPS DEFENDE SEUS PARLAMENTARES EM NOTA PÚBLICA

Apesar da demora, o Partido Popular Socialista solta uma nota pública em que defende os deputados distritais, Celina Leão e Raimundo Ribeiro, afastados da mesa diretora da Câmara Legislativa.
Internet: Hamilton Silva

A Comissão Executiva Regional do PPS do Distrito Federal, ante os desdobramentos jurídicos que até o momento resultaram das denúncias envolvendo os deputados Raimundo Ribeiro e Celina Leão no episódio que estranhamente os afastou juntamente aos demais membros da direção da Mesa da Câmara Legislativa vem a público para, mais uma vez, afirmar sua crença na justiça, o  seu respeito às instituições do Estado brasileiro e, sobretudo, sua esperança de que a verdade, enfim prevaleça sobre as suposições.
Ocorre que, diante de uma atitude tão inusitada quanto foi a decisão da justiça ao acatar o extemporâneo pedido do Ministério Público para afastar liminarmente toda a direção da Casa, incluindo aí a presidente de um dos poderes constituídos do Distrito Federal, todos esperávamos logo a seguir as explicações que a isso justificasse. O que, mesmo após o oferecimento de denúncia, ainda não acatada pelo TJDFT, não resta apontado, haja vista que nenhum fato novo ou que efetivamente sugira o cometimento de ilícitos foi observado na peça acusatória.
Entretanto, na denúncia do MP que pede inclusive a cassação dos mandatos dos parlamentares, consta que foram apagados cerca de 54 mil arquivos dos computadores do gabinete da deputada Liliane Roriz, a denunciante do suposto desvio, obra de três de seus assessores. E, apesar disso, Liliane não é mencionada na peça acusatória, para não falar de diversas outras suposições de ilícitos por ela cometidos. Por outro lado, causa espanto observar o quanto se beneficiou o governador Rollemberg nesse período de afastamento da Mesa, na qual estavam dois de seus declarados adversários políticos, a deputada Celina e o deputado Raimundo Ribeiro, e é digno de nota, o fato de que tudo se deu em meio a escândalos e às apurações de denúncias de desvios por parte da cúpula do governo, no auge dos depoimentos da CPI da Saúde, com graves suspeitas sobre o interesse do governador na adoção de Organizações Sociais, as chamadas OSs na gestão da Saúde.
Frente a tudo isso, o PPS mais uma vez se solidariza com os deputados Raimundo Ribeiro e Celina Leão, na busca da verdade e na defesa de suas inocências. Ao mesmo tempo, espera que a justiça se faça com a equidade requerida, para que mais uma vez reputações não sejam destruídas à custa apenas de suposições ou em torno dessa delicada conjuntura policialesca que vem tomando conta da política e transformando meras conjecturas em verdades absolutas.
Brasília-DF, 08 de dezembro de 2016.
Executiva Regional do PPS do Distrito Federa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Bolsonaro ensaia ‘dobradinha’ com Ibaneis

  Foi hoje na posse do novo ministro Ciro Nogueira cacique do PP que Jair Bolsonaro disse:   “Dispenso comentários. Nós aqui somos um só governo. União e Distrito Federal é um casamento perfeito” , declarou Bolsonaro aos presentes na solenidade. O horizonte eleitoral é muito mais curto que os trezes meses até o pleito. Ibaneis Rocha (MDB) para governador e Jair Bolsonaro para presidência seria uma chapa imbatível no Distrito Federal. Ambos foram muito bem sucedidos em 2018  no quadrado do Planalto Central. Bolsonaro teve 69,99% cerca de 1.080.411 votos no segundo turno e Ibaneis Rocha recebeu 1.042.574 votos – o equivalente a 69,79% dos votos válidos. Bolsonaro é “raposa felpuda” com mais  de trinta anos de vivência  no Congresso Nacional e apesar de Ibaneis ter conquistado o seu primeiro mandato vem surpreendendo com quase 3 anos de uma gestão positiva ou do “bem”. O resultado eleitoral em 2018 jamais poderá ser ignorado sob pena de se repetir a derrocada de seus opositores. Opositore

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização