Pular para o conteúdo principal

POLÊMICA GLOBAL: FAUSTÃO FALA BOBAGEM

O povo Brasiliense que trabalha duro e não tem culpa de receber do resto do país esses políticos que envergonham a nação, não tem o direito de ouvir tantas bobagens sobre Brasília. Esses ignorantes jamais terão a experiência de ter visto, uma capital tão linda, crescer e proporcionar aos nossos filhos tanta qualidade de vida e orgulho.
Foto: Internet - Blog do Hamilton Silva

Faustão disse em seu programa neste domingo que Welder Rodrigues do Grupo de Teatro Os melhores do Mundo "é uma das poucas coisas boas de Brasilia".
Portanto aí vai minha homenagem e rol de muitas coisas boas que essas personalidades fizeram e fazem de Brasília o melhor lugar do mundo e minha casa.
escrevo e homenageio algumas das celebridades da capital.
  1. Caios Vinicios
  2. Davi Batista
  3. Walesca Borges
  4. ABBP
  5. D.Maria
  6. JB Carvalho
  7. Ronaldo Fonseca
  8. Pr. Ricardo Spindola
  9. Jr. Neguebe
  10. Pr. Edivaldo César
  11. Sandra Faraj
  12. Celina Leão
  13. Fadi Faraj
  14. Zélia Duncan
  15. Legião Urbana
  16. Capital Inicial
  17. Ney Matogrosso 
  18. Paralamas do Sucesso
  19. Natiruts Darck Avenger
  20. Móveis Coloniais de Acaju
  21. Cassia Eller
  22. Plebe Rude
  23. Raimundos - Rodolfo
  24. Banda Câmbio Negro
  25. Oswaldo Montenegro
  26. Célia Porto
  27. Rick e Renner
  28. Rei da Prata e Ivan Moreno
  29. Ana Paula Padrão 
  30. Juliano Cazarré
  31. Murilo Rosa
  32. Maria Paula (Casseta e Planeta)
  33. Amoroso (Atacante)
  34. Kaká
  35. Felipe Nasr
  36. Nelson Piquet
  37. Leila do Voley
  38. Zagueiro Lucio (Campeão do Mundo pela seleção Brasileira)

Gente que enche nossa cidade de orgulho.
E tem muito mais que cometerei a injustiça de não coloca-los (me perdoe)
Que essas pessoas quando for falar de Brasília tenham um discernimento apurado para que não falem tanta besteira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Bolsonaro ensaia ‘dobradinha’ com Ibaneis

  Foi hoje na posse do novo ministro Ciro Nogueira cacique do PP que Jair Bolsonaro disse:   “Dispenso comentários. Nós aqui somos um só governo. União e Distrito Federal é um casamento perfeito” , declarou Bolsonaro aos presentes na solenidade. O horizonte eleitoral é muito mais curto que os trezes meses até o pleito. Ibaneis Rocha (MDB) para governador e Jair Bolsonaro para presidência seria uma chapa imbatível no Distrito Federal. Ambos foram muito bem sucedidos em 2018  no quadrado do Planalto Central. Bolsonaro teve 69,99% cerca de 1.080.411 votos no segundo turno e Ibaneis Rocha recebeu 1.042.574 votos – o equivalente a 69,79% dos votos válidos. Bolsonaro é “raposa felpuda” com mais  de trinta anos de vivência  no Congresso Nacional e apesar de Ibaneis ter conquistado o seu primeiro mandato vem surpreendendo com quase 3 anos de uma gestão positiva ou do “bem”. O resultado eleitoral em 2018 jamais poderá ser ignorado sob pena de se repetir a derrocada de seus opositores. Opositore

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização