Pular para o conteúdo principal

O BLOG FORA DO AR? SÓ QUE NÃO

Ataques e a dúvida

Depois de duas semanas de muitos golpes na vida profissional e de idas e vindas na área pessoal eu resolvi tirar o Blog do ar em virtude das inúmeras retaliações. Só que não e explico. Na verdade eu fiz uma reflexão que durou 72 horas onde ouvi algumas pessoas profissionais  e depois disso havia chegado a essa conclusão. Só que na verdade eu havia me precipitado e não tinha a verdadeira percepção do quanto gosto de fazer esse trabalho (de blogueiro) e do alcance das notícias e textos.

A força da família e amigos me emocionaram

Depois de dois dias intensos e um turbilhão de ideias, anunciei de público somente no domingo dia 09 que iria fechar o blog e daí então não pararam de chegar mensagens de solidariedade e de inconformismo com o fechamento. Confesso que fiquei muito surpreso pela quantidade e pela qualidade de algumas mensagens. Algumas de quem eu nunca vira ou conversara e outras de pessoas muito próximas como foi o caso de meus filhos Caio Peixoto e Davi Batista e principalmente de Walesca Borges que realmente nortearam a decisão mais acertada. A de não fechar.

"Não fecho nem a pau Juvenal"

Portanto o Blog não saí do ar e como muitos alertaram saio fortalecido dos ataques que sofri. Agradeço também a todos da Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política - ABBP, a todos do Movimento dos Comunicadores do Brasil - MCB e ao Movimento dos Produtores de Conteúdo que me deram suporte técnico e político. Muito obrigado a todos vocês que ainda leem isso aqui.

Acredite amigo não será a primeira e última tentativa de inibir a independência da blogosfera,

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000