Pular para o conteúdo principal

QUER PRESTAR SERVIÇOS PARA ESCOLAS PUBLICAS?

Pequenos Reparos credencia microempreendedores individuais 

para prestarem serviços rápidos ao governo de Brasília


Inscrições devem ser feitas entre os dias 27 e 30 na Diretoria Regional de Ensino de São Sebastião

(Brasília, 26 de setembro de 2016) – OPequenos Reparos é o primeiro projeto de inclusão em que microempreendedores individuais têm a oportunidade de prestarem serviços ao governo e receberem o pagamento em até 5 dias. A iniciativa da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável é resultado do decreto 36.820, de 21/10/2015, que criou o Programa Incluir MPE, possibilitando aos empreendedores prioridade nos processos de compras de bens, serviços e obras em todos os editais de compras governamentais do DF.

De 27 a 30 de setembro serão credenciados eletricistas, bombeiros hidráulicos, pintores, pedreiros, chaveiros, jardineiros, serralheiros, técnicos em informática e técnicos em eletrodomésticos para prestação de serviços de pequenos reparos em prédios públicos do governo de Brasília e na Região Administrativa de São Sebastião, começando pelas unidades de ensino.

Os serviços de pequenos reparos seguem as diretrizes da lei 123/2006, alterada pela 147/2006, e terão como limite de contratação os valores previstos nos incisos I e II do artigo 24 da Lei 8.666/93, com exceção das contratações realizadas pelas secretarias de Educação e de Saúde, que têm legislação própria para utilização de recursos descentralizados. A primeira ordem de serviço será realizada por sorteio, em sessão pública, após quatro dias da abertura.

Para realização deste projeto, a Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável teve o apoio do Sebrae-DF, da Secretaria de Educação e da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE) da Presidência da República, com quem tem Acordo de Cooperação Técnica para desenvolvimento de ações voltadas aos Micro, Pequenos Empresários e Microempreendedores individuais.

O objetivo da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável é de levar esse mesmo procedimento aos outros órgãos do governo, em todas Regiões Administrativas. Tendo o Distrito Federal como modelo, o projeto Pequenos Reparos terá sua expansão nacional levada aos estados e municípios no âmbito do Pacto Nacional pela MPE, da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República. Está prevista a divulgação oficial em cerimônia em outubro.

O edital com todas as informações do credenciamento está no site: www.seds.df.gov.br

Serviço
Credenciamento de Empreendedores Individuais para prestação de serviços de pequenos reparos em prédios públicos do governo de Brasília na Região Administrativa de São Sebastião

Data: 27 a 30 de setembro

Horário: Das 10 às 18h

Local: Diretoria Regional de Ensino de São Sebastião

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000