Pular para o conteúdo principal

GDF TENTOU PEDALADA FISCAL PARA PAGAR FUNCIONALISMO PÚBLICO, EM NOVEMBRO, MAS FALHOU

Foto: Internet


Sem sucesso, pagamento de incorporações de gratificações de funcionalismo público permanece sem garantia





Enquanto o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) se reunia com os blogueiros do DF, na manhã de terça-feira (20/Set), de acordo com fonte de Política Distrital, uma assessora da Casa Civil, por nome de Keila, supostamente, a Assessora Jurídico-Legislativa, Keila Terezinha Englhardo Nery, se reuniu com o alto escalão de todas as empresas estatais do DF para tentar captar recursos para pagamento dos servidores do GDF, porém, sem êxito.

De acordo com a fonte de Política Distrital, um gestor público, que não quer ser identificado. O objetivo da reunião teve por finalidade, captar recursos junto a todas as estatais para garantir o pagamento das incorporações das gratificações de cerca de 150 mil servidores públicos da saúde, Educação e administração direta do GDF.

Para o gestor, o cômico nessa história é que, não ter conseguido o recurso, evitou que o GDF incorresse em mais uma prática de pedalada fiscal.


“Qualquer forma de ampliar a capacidade de execução de pagamentos das despesas do governo, artificialmente, configura uma pedalada fiscal. Portanto se o GDF tivesse conseguido recurso junto as empresas estatais, ele cometeria uma pedalada fiscal.”, concluiu.

Quase reincidência


O caso foi apontado, caso houvesse êxito, por reincidência na gestão de Rollemberg. Isso porque, de acordo com o gestor público, o não pagamento das dívidas herdadas do ex-governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), foi um ato de pedalada por parte do atual governo.


“Essa não seria a primeira vez que a gestão do governador Rollemberg, cometeria pedalada fiscal, pois em 2014, tivemos exatamente esse cenário. O governo, artificialmente, criou condições para pagar as contas de 2015, e o resultado todos conhecem.”, afirmou.


Sem previsão de pagamento


Politica Distrital entrou em contato com a Casa Civil para saber sobre o êxito da reunião e se após o encontro o GDF pode confirmar as incorporações das gratificações dos servidores públicos do DF, no pagamento de outubro, a ser depositado até o quinto dia útil de novembro. Mas, a Assessoria de Comunicação (ASCOM) encontrou em contato por telefone para confirmar que não houve mudanças em relação as definições e encaminhou a ‘resposta padrão’ sobre o assunto, por e-mail.


“A Casa Civil informa que o reajuste está previsto para 32 categorias, o que significa um número de aproximadamente 153 mil servidores, incluindo os inativos. O governo de Brasília trabalha para manter o acordo que prevê os reajustes a partir de outubro deste ano, ou seja, com pagamento no mês de novembro. O impacto dos reajustes é de aproximadamente R$ 100 milhões por mês.”.

Greves à vista


Vale observar que na outra ponta, os servidores públicos se sentem enganados pelo Governo, Isso porque ao confirmar o calote, em 2015, e anunciar o pagamento para outubro desse ano, trabalhadores e entidades sindicais tinham por certo que seriam relativos a setembro, a ser pago até o quinto dia útil de outubro, o que não ocorreu.

Com isso, as entidades sindicais, devem realizar ao longo dos próximos dias assembleias para tratar das incorporações de gratificações e deflagrações de greves não estão descartadas.

Politica Distrital conversou com a presidente do Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF), Rosilene Correa Lima que confirmou realização de assembleia da categoria para a manhã de quinta-feira (22/Set). “A assembleia é soberana e pode deflagrar a greve.”. O SindSaúde tem assembleia agendada também na mesma data.

Na Saúde, o maior sindicato da categoria, o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (Sindate-DF), segue o mesmo caminho. Em apuração recente, o vice-presidente do SINDATE-DF, Jorge Vianna, foi enfático.


“Nós já iniciamos as mobilizações em relação à greve. Já agendamos a nossa assembleia para o dia 26 e, dependendo da deliberação da categoria, podemos ser o primeiro sindicato a entrar em greve, novamente, caso até o dia sete de outubro ao sair o pagamento, se a nossa gratificação não tenha sido incorporada.”.

Fonte: Kleber Karpov

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda