O POVO QUE SE DANE: EXECUTIVO E LEGISLATIVO ESTÃO AFUNDANDO O DISTRITOFEDERAL NA LAMA


Vale tudo pela disputa de poder. O clima é tenso entre o Governo de Brasília e a Câmara Legislativa do Distrito Federal. Quinze viaturas e 60 agentes  amanheceram nesta  terça-feira (23) na porta do Poder Legislativo. Deputados foram levados de suas casas coercivamente por ordem da Justiça para deporem na polícia sobre suposto esquema de propinas. Eles falam que foram vítimas de  uma vingança do  governador Rodrigo Rollemberg.
governador Rodrigo Rollemberg faz de tudo para acabar com a CPI da Saúde, instalada pela Câmara Legislativa, que investiga o caos no Sistema de Saúde Pública e de casos de pagamento de propinas pela Secretaria de Saúde e pela Secretaria de Fazenda”, disse a deputada Celina Leão na última entrevista coletiva convocada por ela, para esclarecer o que está por trás de um suposto caso de pagamento de propinas que envolve deputados distritais, incluindo ela própria.
A reação do Executivo, ocorrida hoje, com maior intensidade, segundo os deputados que foram levados para a delegacia de polícia, teria sido  uma resposta de insatisfação do governador contra a  CPI da Saúde  da Câmara que insite  querer apurar as denúncias feitas pela sindicalista Marli Rodrigues e pelo desaparecido vice-governador Renato Santana (PSD) no mês passado.
Por causa da insistência o governo Rollemberg contra-atacou: contou com a ajuda da aliada e então vice-presidente da CLDF, Liliane Roriz que se incumbiu de fazer o jogo sujo: armou uma “arapuca” em sua casa no Lago Sul onde grampeou a sua colega Celina Leão durante um indigesto almoço oferecido à presidente da Câmara Legislativa.
Os áudios entregues ao Ministério Público do Distrito Federal revelam um suposto esquema de corrupção envolvendo os membros da Mesa-diretora da CLDF. Diante dos fortes indícios, a justiça determinou nesta terça-feira o afastamento de Celina Leão e decretou a condução coercitiva de cinco deputados pela Policia Civil.
Os deputados distritais são: a presidente Celina Leão (PPS), o 1º secretário, Raimundo Ribeiro (PPS), 2º secretário, Julio Cesar (PRB) e o 3º secretário, Bispo Renato Andrade (PR). Estão sendo cumpridos ainda 14 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva.
Os parlamentares foram obrigados a comparecerem na delegacia de polícia para prestarem depoimentos a cerca das denúncias feitas pela colega Liliane Roriz (PTB). Com o afastamento de Celina Leão, assumiu a Presidência da Casa o deputado Juareizão (PSB), do partido do governador Rodrigo Rollemberg. Enquanto eles brigam pelo poder, o povo segue padecendo com as mazelas do DF. É uma desgraça!
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial