Pular para o conteúdo principal

JORNALISTA SOFRE ATAQUES: XINGAMENTOS E AGRESSÕES

Nota de Repúdio 

Estou na cidade de Águas Lindas como moradora desde 2003, sou empresária Diretora Geral do Sistema Acontece Hoje Brasil de Comunicação empresa constituída em Águas Lindas no ano de 2010 com sede própria ao longo desses anos fui secretária de comunicação em uma gestão e nas outras duas fui assessora especial meu objetivo desde então foi ajudar a desenvolver o crescimento da cidade como tal, hoje ela se encontra na terceira cidade do Estado de Goiás que se desenvolve. A política em Águas Lindas sempre foi muito turbulenta, porém sempre foi controlado através da Comarca da cidade e através do apoio da Polícia Militar e Polícia Civil. Nem bem começamos os trabalhos para as eleições 2016 já sofremos ataques em redes sociais, como no Facebook, Whatsapp, Instragran etc..  ataques em nossas residências, perseguições, ameaças  a um grupo que se diz “IMPRENSA” que vem tentando denegrir a minha imagem através de áudios (conversas informais no meio de amigos) matérias minhas feitas há quase quatro anos atrás onde cobrava e contínuo cobrando as melhorias do município sendo usadas como ataques políticos  TUDO para tentar desmoralizar e ridicularizar os profissionais que desempenha o seu papel na sociedade aguaslindense.    Sou profissional na área de jornalismo desde 1999 tanto na imprensa escrita, falada e televisionada tentar impedir o acesso á informação, direito fundamental previsto na Constituição Brasileira, é violar a liberdade de expressão, instrumento indispensável para a democracia e me coloco contra qualquer tipo coerção, ameaça e intimidação.
É lamentável receber esses tipos de ameaças essas agressões revelam nitidamente comportamentos autoritários de pessoas ou grupos de pessoas que não conseguem conviver com o Estado de Direito e, principalmente, com a comunicação pública. 
Eu Léa Cruvinel repudia, com veemência, todo tipo de agressão a qualquer cidadão, em especial ao profissional da imprensa no exercício de sua atividade e pede as autoridades locais a indetificação e punição aos responsáveis.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

BRASIL É SEXTA ECONOMIA

  A Crise ajuda o Brasil EUA, China, Japão, Alemanha, França, Brasil essa é a nova ordem. Afirma o Centro de Pesquisa de Economia e Negócios do Reino Unido (CEBER, sigla em inglês). A China deverá crescer 7,6% e a Índia deverá crescer 6% o Brasil, segundo autoridades brasileiras deverá crescer em torno dos 3,5% se consolidando como a sexta economia mundial. O Reino Unido só não vai ficar mais desesperado porque a França indica um queda significativa para os próxmios anos. PIB de 2,5 trilhões de dólares A soma de todos os bens e serviços (Produto Interno Bruto-PIB) se mantem entre os maiores mundiais, o contraponto é justamente aquele que o Partido dos Trabalhadores sempre usou como principal bandeira, o social, que precisará de muita atenção da chefe do executivo. Com a decisão de elevar o salário mínimo para R$ 622,00 fará com que se  tenha uma acréscimo de 0,4 pontos percentuais no PIB de 2012. Fato muito importante para a manutenção da política econômica. A indústria