Câmara vota LDO em primeiro turno

Foto: divulgação
Depois de mais de sete horas de discussões em plenário, a Câmara Legislativa encerrou a sessão ordinária desta quarta-feira (29) sem esgotar todos os itens da pauta. Desde as 16h, quando foi iniciada a sessão, vários projetos de iniciativa parlamentar e do Poder Executivo foram votados em primeiro turno, inclusive o PL nº 1.107/2016, que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. Às 23h05 de hoje, no entanto, a sessão foi encerrada sem a votação em segundo turno das propostas.
A sessão foi inicialmente comandada pela presidente da Casa, deputada Celina Leão (PPS), mas no início da noite a distrital comunicou aos colegas que precisaria se ausentar, deixando a presidência sob responsabilidade do deputado Bispo Renato (PR). "Estou presidente por um dia e não quero carregar a marca do dissenso, por isso vamos votar apenas os itens acordados pelo colégio de líderes, a não ser que haja unanimidade no plenário", frisou o parlamentar.
A posição de Bispo Renato foi posta à prova logo após a votação do primeiro turno do projeto da LDO, quando distritais pediram a inclusão na pauta de um projeto de lei que abre crédito extraordinário de R$ 525 milhões para a Companhia Energética de Brasília (CEB). Vários deputados alegaram que o projeto não havia sido acordado na reunião de líderes e, diante da divergência entre os distritais sobre a votação da matéria ainda hoje, Bispo Renato resolveu encerrar a sessão e deixar para amanhã (30), às 15h, a votação em segundo turno dos projetos de lei de iniciativa parlamentar, do Executivo e do projeto da LDO, o qual encerra o semestre legislativo.Também poderão ser apreciados na sessão de amanhã projetos extrapauta enviados no último momento pelo Poder Executivo.
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial