Pular para o conteúdo principal

O PRONA na contra mão

O país tem vivido um momento de grande instabilidade e indefinições, momentos de paralisia, estagnação econômica e profunda crise política e social. Não é à toa que os índices de desempregos, inflação elevada e níveis de violência, só comparados a tempos de guerra, assombram os brasileiros. Isso sem falar na cultura do "jeitinho", aquela de levar vantagem em tudo que parece ter atingido seu ápice na operação Lava Jato (Com início em um posto de gasolina –de onde surgiu seu nome–, a Operação Lava Jato, deflagrada em março de 2014, investiga um grande esquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras, grandes empreiteiras do país e políticos.)


Dr. Marcelo Vivório - Presidente Nacional do PRONA
Na contramão disso tudo, há em vários setores da sociedade que desejam o breve restabelecimento do caos econômico e político: a igreja, a sociedade de maneira geral, algumas instituições militares e até mesmo alguns que são partidários. Acredite é real e ainda existe jeito pra coisa. Enquanto vários partidos estão atolados até o pescoço com inúmeras denúncias e processos judiciais, o Partido da Reedificação Nacional (PRONA) faz um discurso diferente.

O seu Presidente Nacional Marcelo Vivório (foto) esteve em Brasília, quinta-feira (17), protocolando documentos para a reconstrução do partido, que teve na história recente do Brasil, uma importante marca: a sabedoria do seu líder máximo, doutor Enéias Carneiro, cuja fama de ser patriota nacionalista e estadista, marcou uma geração.

Considerado pelo dirigente máximo, Dr. Marcelo Vivório como sendo de centro direita, o Partido da Reedificação da Ordem Nacional prima por uma economia de livre iniciativa com vista a melhorar a vida do brasileiro.

Enquanto esteve registrado, o PRONA bateu o recorde de partido anticorrupção. Com base em dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral divulgou um balanço, em 4 de outubro de 2007, com os partidos com maior número de parlamentares cassados por corrupção desde o ano 2000. O Prona aparecia em último lugar na lista, com uma cassação, empatado com Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Partido Verde (PV) e Partido Republicano Progressista (PRP).


Para contornar as restrições impostas pela cláusula de barreira da legislação eleitoral, que começaria a vigorar a partir da legislatura de 2007 no Congresso Nacional, o partido se fundiu, em 24 de outubro de 2006, com o PL, criando o Partido da República.


Com a nova diretoria, liderado por Vivório, o partido estabeleceu novos desafios, após o registro definitivo e brevemente participará definitivamente das decisões que mudaram a história do Brasil e para melhor. Presente em vários estados da federação o partido faz campanha permanente para conseguir o registro definitivo.

Serviço: o Presidente Nacional Marcelo Vivório
Tel.: +5522.998728287 – Vivo / +5522.981297228 (TIM)
e-mail: presidente@prona.org.br
Fale com a Coordenação Nacional




Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda