Dois anos de Recessão

Qual a novidade dessa notícia? Nenhuma, mas porque a grande chance de se revitalizar nossas notícias é quase zero. Já há dois ou mais anos que convivemos com péssimas "manchetes" seja na área econômica, social, política ou internacional. 

A verdade é que a "marola" de notícias ruins tomou conta de nossas vidas. Por onde nos locomovemos nos deparamos com o medo e as incertezas proporcionadas por uma geração de gestores públicos corrompidos e sem moral que nos induzem ao erro.

Vivemos numa sociedade perdida, vivemos numa sociedade sem rumo, vivemos numa sociedade pessimista, mas não por motivação própria, pois o brasileiro é otimista por natureza.

Hamilton Silva: Blogueiro
A falta de moral é a principal razão de tantas mazelas. Mas o que isso tem haver com os dois anos de recessão (2015/2016)? Tudo. Não devemos , nunca esquecer o caráter de quem gerencia uma sociedade como a nossa (Continental, rica, multicultural). 

Não passa só por uma questão de conhecimento adquirido ou títulos acadêmicos. Trata por uma questão de moralidade, vontade política e assertivas desenvolvidas durante toda uma vida ou geração.

Nossos governantes, a maioria, foram violentados em suas mentes com uma cultura do jeitinho que migra para nossas crianças - inseridas/implantadas -  disseminando uma competitividade (disfarçada de saudável) complexa baseada nos que seus pais vivem e pregam, não somente no exemplo diário, mas em questionamentos impregnados por um pensamento "politicamente correto" contaminado e constante, recorrente que difama os bons costumes e destrói/inverte os papéis dos atores familiares. Por isso não acredito numa crise moral de apenas dois anos.

Essa "manchete" poderia ser meramente de Ciências Econômicas, mas não é; Ela é atemporal e pessimista.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial