A primeira parcela do IPVA chega mais cedo

Em busca de arrecadação e dinheiro em caixa mais rápido, a Secretaria de Fazenda do Distrito Federal (SEF-DF) adiantou em um mês o calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade Automotiva (IPVA). Em 2015, o contribuinte vai pagar a cota única ou a primeira das três parcelas já em março. Nos exercícios anteriores, o prazo foi abril. Em compensação, o início da cobrança do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) será adiado em um mês e começará a ser pago em junho — no ano passado começou em maio. 

De acordo com informações da Secretaria de Fazenda, a mudança do calendário de pagamento do IPTU e do IPVA foi feita em 2014, ainda na gestão Agnelo Queiroz, e não tem ligação com o pacote de medidas de austeridade prometido pelo governador Rodrigo Rollemberg durante a campanha ou com a necessidade de arrecadação por causa da crise financeira vivida. Mas, via nota, a SEF-DF afirmou que “a medida também ajuda o Estado a otimizar o fluxo de caixa na medida que melhor distribuiu o recolhimento de tributos”.
 
Sem aumentos
Para 2015, o Governo do Distrito Federal pretende arrecadar R$ 1,4 bilhão, sendo R$ 648 milhões de IPTU e R$ 780 milhões de IPVA. Não houve aumento de alíquotas ou da base de cálculo: o imposto dos imóveis foi corrigido pela inflação dos últimos 12 meses (6,33%) sobre o valor venal dos bens. Já o tributos sobre os automóveis deve diminuir cerca de 2%, uma vez que o reajuste é baseado no valor de mercado do veículo indicado pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Como os carros sofrem desvalorização, a tendência é a queda de preços.


De Correio Braziliense
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial