Pela porta da frente

Depois de muitos governos complicados Brasilia terá no próximo dia primeiro de janeiro um governo que possui todos os instrumentos para descomplicar e fazer da gestão pública um exemplo. Claro que já entra com uma má vontade do seu antecessor incrível. O Partido dos Trabalhadores parece guardar mágoas eternas.
Eleito por uma sociedade cansada de tanta roubalheira e exausta do imobilismo estatal nas áreas da saúde e segurança, principalmente, o governador Rodrigo Rollemberg terá a oportunidade de fazer diferente. Terá a oportunidade de proporcionar a "dignidade da pessoa humana". 
Complicado mesmo vai ser administrar os interesses dos interesseiros de plantão, dos "descamisados", aqueles que de alguma forma não estiveram desde o inicio com o governador eleito ou mesmo aqueles que tiveram desde o inicio deverão absorver e se colocar na posição  do governador.
Rodrigo Rollemberg governador eleito e já diplomado do DF
 Quem conquistou seu espaço já conquistou e não vai ser agora que vai participar do principal banquete - a distribuição dos cargos, por isso a disputa ainda continua. Vaidade tudo é vaidade já escreveu Salomão no seu livro de Eclesiastes. Talvez seja o maior desafio para qualquer líder de pessoas, ou seja, contemplar as demandas do ego e do poder e isso não vai ser diferente com Rollemberg. Brasília, a cidade e seus cidadãos serão os maiores prejudicados, pois terão suas demandas coletivas prejudicadas.
Problemas para administrar: É do relacionamento com esses poderes é que vai determinar o fluxo e a direção dos recursos.
Dedo indicador branco apontando para a direitaEleições na CLDF; Pois bem, aqui o ego e o poder são inflados a ponto de muitos cães nem latirem, é justamente na Câmara Distrital que vai funcionar o QG das oposições e conforme o governador abasteça o arsenal dos não aliados "eles" serão incansáveis na propagação do terror político. Veja a história de outros oposições lideradas pelo PMDB e PT. Chega a ser sanguinolenta.
Dedo indicador branco apontando para a direitaOposição do governo federal: O Blog do Odir dessa semana afirmou que as corridas ao Palácio do Planalto já começou e que a Presidente Dilma negou adiantar a quantia de um bi. Essa sinalização do governo federal demonstra a verdadeiras e reais dificuldades que o governador irá enfrentar, mas também demonstra o caráter político de quem governa a nação.
Vai  te trabalhar muito para equacionar esses dois que considero os maiores de todos os problemas.
Quanta às Administrações Regionais esse deve ser um dos trabalhas mais motivador para quem exerce o poder da caneta.
Enfim torcer por um excelente governo não basta tem que participar.

Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial