Pular para o conteúdo principal

Blogueiros de Política do DF mostram e força e buscam reconhecimento

Depois da forte presença nas eleições de 2014 no DF, fruto da atuação de anos na política local, os blogueiros de política tiveram, enfim, a sua importância reconhecida pela classe política, como também pelos milhares de leitores e eleitores que os acessam diariamente. Viraram a única fonte, ou a mais imediatamente acessível, sobre o que se passa na política local hora a hora, e não mais dia a dia, como se fazia jornalismo até muito pouco tempo.
Por conta disso, e como prova da importância que atingiram tais profissionais, será criada no próximo dia 7 de novembro, sexta-feira, a Associação Brasiliense de blogueiros de Política (ABBP), que pretende reunir todos que atuam nessa área do jornalismo. À frente do movimento, o professor de jornalismo e cientista político Francisco Lima Júnior, declara que “as democracias não surgem e muito menos se consolidam sem uma imprensa completa e atuante.
A criação dessa associação é mais um passo nesse sentido. Nesse processo, assim como os políticos, os jornalistas também são testados e só sobrevivem na “arena da credibilidade” aqueles que agem com seriedade com os dois lados desse cenário, os políticos e os eleitores”.
A reunião para olançamento da associaçãoserá na próxima sexta-feira(7), às 15 horas, na Faculdade Icesp/Promove, na QE 11 Área Especial C/D - Guará I.
Abaixo os depoimentos de alguns dos principais blogueiros de política do DF e que fazem parte do movimento:
“Passei a escrever sobre política em um blog por vários motivos, entre eles, para falar diretamente de política com as mulheres. Afinal, somos mais da metade do eleitorado do Brasil e no DF. Tivemos que impor a nossa participação no cenário político por lei, essa luta está longe de acabar. Mas ela não se dará com conflitos, mas sim, com debates de ideias e propostas. Por isso, entendo que ter uma mulher tratando de política com a seriedade que todos, homens e mulheres desejam, é de fundamental importância para o amadurecimento desse convívio e de nossa jovem democracia. Entendo, também, que a criação de uma associação que reúna os melhores profissionais dessa área será de muita valia para o nosso DF e Entorno como um todo”. Cris Oliveira, do Blog da Cris -http://crisoliveiralves.wordpress.com/
"Essa associação será um marco para a comunicação digital do DF e porque não do Brasil? Hoje um blog tem que fazer comunicação de qualidade e com credibilidade para sobreviver, e a associação só vai nos fortalecer”. Odir Ribeiro, do blog Rádio Corredor -http://www.blogdoodi.com.br/
“Fazemos a cobertura da política local há anos e nos adaptamos às novas tecnologias. Somo independentes, buscamos as notícias nas fontes diuturnamente, apuramos e damos nossa cara à tapa todos os dias. Era natural o nosso crescimento e chegarmos até aqui. Não chegamos a “um topo”, estamos fazendo dessa associação um ponto de partida para seguirmos apurando e informando nosso leitor e eleitor do DF e do Brasil, como muitos considerados grandes veículos não conseguem e não podem fazer. Este será mais um passo importante na afirmação de nossa força” Donny Silva -http://donnysilva.com.br/
“A criação da Associação de Blogueiros políticos do Distrito Federal é um marco importante para a cidade, pois se estabelece enquanto um meio de comunicação forte, eficiente e em muitas vezes servem como contrapontos à mídia convencional no que tange a imparcialidade. Mais que isso, os bloqueios políticos em muitas ocasiões são interlocutores tanto do Executivo com o Legislativo, mas principalmente das práticas políticas em relação à população do Distrito Federal.”. Kleber Karpov, do blog Política Capital -www.políticadistrital.com.br
“Com o advento da Internet, a comunicação via mídias sociais se tornou um elo fundamental entre a realidade da sociedade e o poder. Mesmo com o descrédito na política, as pessoas diariamente se atualizam acessando blogs”. Esdras Messias Blog Politicando -http://politicandodf.com.br
“Os nossos condomínios no DF fazem parte de parcela importante de nossa sociedade. Em números que se referem ao nosso PIB local, ao numero de eleitores e de pessoas que participam ativamente do dia a dia de nosso DF e Entorno. Por isso criamos o nosso blog radar Condomínios, que tem se mostrado mais forte a cada dia com os nossos moradores e, principalmente, com a classe política local que bem sabe da nossa importância”. Toni Duarte, do Blog radar Condomínios –http://www.radarcondominios.com.br/
“A representatividade é a base do reconhecimento e dos direitos. A associação nasce com o propósito de representar uma classe pouco valorizada na capital política do país, que são os blogs com temática política. Acredito que agora seremos ouvidos e valorizados pelo trabalho que fazemos”. Fred Lima, do Blog do Fred Lima -www.blogdofredlima.com.br

Blog do Odir

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTAS FISCAIS DA NET PUB TEM CARIMBOS DIFERENTES EM OUTROS GABINETES

Filipe Nogueira Coimbra, ex-servidor do gabinete da deputada Sandra Faraj e proprietário da NetPub, nega que tenha atestado o recebimento na última nota fiscal, que emitiu durante contrato de prestação de serviços com a parlamentar. Segundo ele, o carimbo não confere com o modelo utilizado pela empresa, nem mesmo a assinatura. Mas documentos similares, aos quais o blog teve acesso, mostram que a prática é comum entre seus clientes. Um deles foi emitido em janeiro deste ano, a um deputado federal de São Paulo, observem que a assinatura é bem diferente daquelas que Filipe aponta como original e,  carimbo utilizado apenas o ateste de PAGO. Filipe precisa esclarecer também porque trabalhou por quase dois anos no gabinete da parlamentar e só agora, após a exoneração, tirou da gaveta a suposta cobrança dos valores. A ligação de Filipe e o ex-chefe de gabinete, Manoel Carneiro, também deve ser desvendada, ainda mais agora depois que o Correio Braziliense revelou vídeo que flagrou

Monopólio Artificial e Monopólio Natural, você sabe qual a diferença?

Hamilton Silva é jornalista e economista O monopólio natural  Um monopólio pode ser natural ou artificial.  No primeiro caso, o monopólio é consequência de que é o monopolista que melhor oferta o valor – um bem ou serviço – naquele contexto. O monopólio natural não conta com nenhuma barreira protetora ou privilégio; é simplesmente a melhor das possibilidades disponíveis no momento. Isto é, dadas às circunstâncias, qualquer um pode tentar competir diretamente com o monopolista, mas enquanto não ocorre isso é ele quem melhor satisfaz as necessidades dos consumidores, dadas as alternativas.  Se certo cirurgião é o único cirurgião no mundo que realiza o transplante de um determinado órgão vital, ele detém o monopólio desta habilidade. Do mesmo modo, outros valores cuja oferta é naturalmente restrita são monopólios naturais.  Se um monopólio natural traz ao monopolista benefícios especialmente grandes, estes benefícios chamarão a atenção da sociedade, que canaliza

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as