Como?

Essa é a pergunta de um milhão de dólares. Na verdade, vale muito mais do que isso.
Todos os quadros econômicos possíveis sabem que é necessário fazer o ajuste fiscal, embora nem todos reconheçam, pois trata-se de medida antipopular: reduzir os gastos do governo e/ou aumentar a arrecadação.
Desses, poucos até então afirmaram pragmaticamente como fazer o ajuste.
Em excelente coluna ao Valor Econômico desta quarta-feira, o economista Mansueto Almeida se dispõe a dissecar as contas públicas. Após realizar uma série de ajustes, ele chega ao que seria o dado “livre de truques”: em vez do 0,3% de superávit primário, o resultado primário do setor público seria deficitário.
Para fazer o ajuste, primeiro precisamos entender qual a real situação das contas públicas. E o problema, que já seria grande, é muito maior do que parece.

Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial