A queda do último pilar



Os indicadores falam por si só e, infelizmente, todos os indicadores...

O índice Antecedente de Emprego (IAEmp) caiu 2,7% em setembro, sétima queda mensal consecutiva, para o pior nível em mais de cinco anos.

O Coincidente de Desemprego (ICD), indicador de tendência da taxa de desemprego, subiu pela sexta vez consecutiva.

“O indicador coincidente da taxa de desemprego reforça a tendência de enfraquecimento do mercado de trabalho, indicando elevações futuras da taxa de desemprego. No acumulado dos últimos três meses, a taxa de desemprego tende a aumentar para todas as faixas de renda. Mesmo na classe de renda mais baixa observamos uma elevação do índice de 4,4%”

Interessante que ambos os dados acima e as aspas são da FGV, alma mater do Ministro da Economia...

Assim, em tese, ficaria mais difícil desqualificar (mais esse) indicador, não?

Compatilhe esse post

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial