Pular para o conteúdo principal

Possibilidade de segundo turno existe, mas Dilma melhora

A aprovação do governo Dilma Rousseff (PT), medida pela soma das avaliações “ótimo” e “bom” do governo, ficou em 35%. Em junho, o porcentual era de 33%. Em março do ano passado, antes dos protestos de rua, Dilma chegou a registrar 65% de aprovação entre os eleitores. Segundo a pesquisa, 26% classificam o atual governo como “ruim” ou “péssimo” e 38%, como “regular”. Na pesquisa anterior, 28% consideravam o governo “ruim” ou “péssimo” e 38%, “regular”.

O levantamento do Datafolha foi feito entre os dias 1º e 2 de julho com 2.857 pessoas em 177 municípios do País. A pesquisa foi registrada no TSE sob o protocolo BR-00194/2014 e tem margem de erro máxima de 2 pontos porcentuais e nível de confiança de 95%.

COPA DO MUNDO – Segundo o levantamento, a Copa do Mundo é apontada como um dos fatores para a melhora do cenário do governo Dilma. A proporção de brasileiros que apoiam o evento no Brasil passou para 63%, de 51% em junho. Já o orgulho em sediar o Mundial saltou de 45% para 60%.
Sobre os impactos que a Copa traz para o País, os brasileiros se mostram divididos: 46% consideram que o evento traz mais prejuízos dos que benefícios, enquanto 45% veem mais benefícios do que prejuízos. Outros 9% não responderam.

A pesquisa também perguntou sobre as vaias que a presidente Dilma Rousseff recebeu na abertura do Mundial, na Arena Itaquerão, no último dia 12 de junho. Para 76%, os torcedores que xingaram a presidente agiram mal. Outros 17% acreditam que a ação foi correta. Por fim, os entrevistados responderam sobre os protestos durante a Copa do Mundo e 65% creem que as manifestações são uma vergonha para o País.

EXPECTATIVAS – A pesquisa Datafolha também perguntou aos entrevistados quais são suas expectativas para o futuro da economia do País. Do total, 30% estão otimistas e acreditam que a situação econômica vai melhorar, ante 26% do mês anterior. Outros 36% (32% em junho) disseram que a economia vai se manter como está e 29% acham que vai piorar, contra 36% do último levantamento.

Questionados sobre a inflação, 58% dos entrevistados disseram acreditar que os preços vão aumentar, 27% esperam que o índice de preços se mantenha estável. Apenas 9% estão otimistas e veem uma possível queda na inflação. Em relação ao último levantamento, os números melhoraram: 64% acreditava em uma alta dos preços, 21% apostava na estabilidade e 7% diziam que a inflação cairia.

Sobre o desemprego, 43% dos entrevistados afirmam que deve aumentar, 31% acham que vai permanecer estável e 21% acreditam em uma queda no número de pessoas sem trabalho.

Fonte: Agência Estado
Compartilhe essa notícia:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Notícias do Planalto Central

Simbologia  A imagem (foto) marcante e mais simbólica da semana foi sem dúvida nenhuma a do governador Ibaneis Rocha na Ceilândia cercado de políticos "peso pesados" da Capital. Ladeado de Flávia Arruda (PL) o encontro sinaliza para uma aliança sólida neste ano de 2022.  'Puliça' O encontro de Ibaneis foi no reduto mais cobiçado da Capital, a Ceilândia (maior colégio eleitoral do DF), onde a foto fala mais do que qualquer palavra. O anfitrião,   o delegado Fernando Fernandes estava com sorriso de orelha a orelha com apoio e prestígio. O delegado deverá se filiar ao partido Republicanos com a benção de Ibaneis.  Volta à Cena O empresário e ex-senador  Luiz Estevão que agora goza de liberdade volta aos pouquinhos à cena política e parece já influenciar definitivamente alguns poucos  políticos da Capital, principalmente os distritais. Luiz tem política nas veias e participou discretamente de algumas "confras" ao lado da esposa Cleucy.   Decisão Fraga erra na tá

Coluna: Notícias do Planalto Central

Ex-governador Rollemberg Marketing reverso Na última semana de 2021, antes de assumir sua candidatura a deputado federal o ex-governador Rodrigo Rollemberg publicou um vídeo em que dizia do quanto dá trabalho cuidar das suas bezerrinhas. Fico imaginando o quanto é trabalhoso cuidar do seu curral eleitoral . Em tempo: no vídeo o político aparece todo sujo de esterco. Carnaval Atendendo a oração de muitos e mais ainda ao avanço de uma outra onda do vírus chinês o governador Ibaneis Rocha(MDB) cancelou o Carnaval de rua no DF. Ontem o vice Paco Britto anunciou não descartar um novo lockdown. "Saúde acima de tudo!"   Evangélicos Viver um paradoxo real é também ato de fé, na proporção em que a falta de Carnaval faz mal ao comércio e ao turismo da cidade, a pandemia do vírus chinês também faz mal à população deixando um rastro de pobreza (desemprego) e morte . O discurso dos evangélicos com referência ao fechamento das igrejas precisa encontrar um ponto de convergência ou

Coluna: Noticias do Planalto Central

Recesso Depois de duas semanas de folga a coluna Notícias do Planalto Central volta no mesmo ritmo da Câmara Legislativa: com muita leitura e atento aos movimentos dos deputados. Assim como muitos deles sedento por informações, já que estão com a boca fechada e não abrem por nada. Nesta fase de negociações os segredos devem ser preservados.  Busca por um partido Nesta toada de observações muitos distritais estão desesperados por um "lugar ao sol". Explico: Muitos dos que hoje são deputados não o serão no próximo verão. Mas não é só por causa das novas regras, a tal clausula de barreira e sim porque muitos dos excelentíssimos deixaram a desejar e são muitos ruins mesmo.  Mulheres Este colunista discorreu a relevância das mulheres nas próximas eleições e destaquei aquelas que irão concorrer à uma vaga de deputada federal. Leia lá .  O jogo muda completamente quando falamos das mulheres na Câmara Legislativa do DF. As distritais que hoje ocupam duas cadeiras poderão ficar ainda