Pular para o conteúdo principal

Fim de copa para Neymar

Os Portugueses fora da copa e com futebol fraquinho do CR7 (Cristiano Ronaldo), Itália foi embora cedo e Balotelli quase nem vi na telinha, Espanha decepção total, França sem força, Uruguai toda desarrumada e sobrou somente o argentino Messi para mostrar um futebol deslumbrante, já que nosso Neymar foi vítima de um crime cometido dentro do Estádio do Castelão em Fortaleza.

A Seleção Brasileira não jogou bem até  entrar em campo hoje e demonstrar um lampejo de Copa América 2013 no primeiros minutos do primeiro tempo. Tudo porque ao invés de se pressionada pelo adversário, pelo críticos, pela impressa e por si próprios os jogadores resolveram pressionar a saída de bola da seleção da Colômbia.

Essa Copa tem se caracterizado pelas surpresas, primeiro pela falta de noticias de mobilizações nas ruas. Posteriormente Pela falta dos atacantes consagrados e pela exuberância e qualidade dos goleiros presente no evento mundial mais vistos por todas as nações.

Não é surpresa que o Messi não joga nada na seleção, surpresa do Cristiano Ronaldo ir embora cedo? claro que não. Mas surpreendente mesmo, pra esse blogueiro, é a presença marcante das surpresas. Acredite caro leitor se o Brasil não levar o troféu não se surpreenda, afinal já aconteceu de tudo nessa copa, desde mordidas canibalescas até a prisão de pessoas muito próximas da FIFA.

Quero somente ressaltar que de duas uma, ou Brasil incorpora o espirito da solidariedade e  faz da tragédia sofrida por Neymar algo para fortalecer o time ou tudo se desestrutura e a psicóloga da seleção se transforma em uma pessoa "salvadora da pátria". Que ela terá que fazer hora extras nos próximos dias não tenho dúvidas

Voltando ao futebol,  apesar do Brasil não ter jogado bem até hoje no primeiro tempo, teremos ou adquirimos um bode expiatório para justificar um futebol mediano. Não acredito nisso, mas não podemos ignorar e descrever um quadro pessimista.O que creio é que a superação e as vitórias virão para coroar as dificuldades que até aqui esses jovens romperam com muito garra. Mesmo o nosso camisa nove que mais parece um " cone".

Cabe ressaltar o brio de pessoas como David Luiz que sempre foi diferenciado dentro do campo se destacando como líder e fora do campo como um ser humano humilde e de grande carisma.

Enfim grandes conquistas requer grandes sacrifícios e grandes batalhas. Até a vitória

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTAS FISCAIS DA NET PUB TEM CARIMBOS DIFERENTES EM OUTROS GABINETES

Filipe Nogueira Coimbra, ex-servidor do gabinete da deputada Sandra Faraj e proprietário da NetPub, nega que tenha atestado o recebimento na última nota fiscal, que emitiu durante contrato de prestação de serviços com a parlamentar. Segundo ele, o carimbo não confere com o modelo utilizado pela empresa, nem mesmo a assinatura. Mas documentos similares, aos quais o blog teve acesso, mostram que a prática é comum entre seus clientes. Um deles foi emitido em janeiro deste ano, a um deputado federal de São Paulo, observem que a assinatura é bem diferente daquelas que Filipe aponta como original e,  carimbo utilizado apenas o ateste de PAGO. Filipe precisa esclarecer também porque trabalhou por quase dois anos no gabinete da parlamentar e só agora, após a exoneração, tirou da gaveta a suposta cobrança dos valores. A ligação de Filipe e o ex-chefe de gabinete, Manoel Carneiro, também deve ser desvendada, ainda mais agora depois que o Correio Braziliense revelou vídeo que flagrou

Monopólio Artificial e Monopólio Natural, você sabe qual a diferença?

Hamilton Silva é jornalista e economista O monopólio natural  Um monopólio pode ser natural ou artificial.  No primeiro caso, o monopólio é consequência de que é o monopolista que melhor oferta o valor – um bem ou serviço – naquele contexto. O monopólio natural não conta com nenhuma barreira protetora ou privilégio; é simplesmente a melhor das possibilidades disponíveis no momento. Isto é, dadas às circunstâncias, qualquer um pode tentar competir diretamente com o monopolista, mas enquanto não ocorre isso é ele quem melhor satisfaz as necessidades dos consumidores, dadas as alternativas.  Se certo cirurgião é o único cirurgião no mundo que realiza o transplante de um determinado órgão vital, ele detém o monopólio desta habilidade. Do mesmo modo, outros valores cuja oferta é naturalmente restrita são monopólios naturais.  Se um monopólio natural traz ao monopolista benefícios especialmente grandes, estes benefícios chamarão a atenção da sociedade, que canaliza

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as