Fazer equalização das contas dá nisso

Tomando dívida para pagar dividendo...

... e pagando dividendo para fazer superávit primário
Matéria de ontem do Valor Econômico chama atenção para o fato de os dividendos das estatais já representarem 25% da meta de superávit primário do governo.

A grande questão é que não há lastro nos resultados.

Por exemplo, a Eletrobras pagou 16% de retorno ao acionista no ano passado sem gerar lucro.

O BNDES vem reduzindo as suas reservas estatutárias para conseguir repassar um volume cada vez maior de recursos para o Tesouro.

A Petrobras, que teve no primeiro trimestre deste ano um lucro 30% menor que em 2013, já repassou para o governo nos cinco primeiros meses deste ano mais do que tudo o que repassou no ano passado.

Em abril, a estatal petrolífera aprovou o pagamento de R$ 9,3 bilhões em juros sobre capital próprio aos acionistas um dia após aparecer no Diário Oficial a aprovação de proposta para emitir debêntures, mesmo vindo de rebaixamento de rating e tendo captado no ano até então US$ 13 bilhões em dívida cara no mercado internacional.

Seria uma prática sustentável para as empresas, e, consequentemente, para as contas públicas?


Fonte Empiricus


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

ENCONTRO DE ECONOMISTAS, FAÇA SUA INSCRIÇÃO

BOLSA DE NOVA YORK PÁRA