Impasse no caso dos 12 loucos

Apesar de repudiar profundamente o ocorrido com o adolescente no estádio de futebol no interior da Bolívia, é inegável que ali há muitas irregularidades por parte da polícia e justiça boliviana. É de se lamentar que pessoas mau intencionadas frequente lugares tão democráticos como um estádio. Desejo do fundo do coração justiça. 

Mas o que tudo indica é que não há como provar que aqueles "bando de loucos", praticaram alguma loucura. É o que se poderia imaginar se não houvesse um cadáver. Mas um crime não justifica outro e as arbitrariedades ocorridas nas investigações já tomaram uma proporção que os leigos já não aguentam mais. Meu caso. 

Inconcebível a morosidade, a resiliência e o excesso de diplomacia de nossas autoridades para resolver o caso. É claro que não vai ser tão simples se o caso continuar tomando o rumo em que envereda. O político, da chantagem, do interesse particular, troca de favores e da inconveniência diplomática. Ora amigo, tantos problemas de ordem social e econômica ainda temos que cuidar de um "bando de loucos" que saem do seu país para nos envergonhar e levar o nome do país ao calabouço do subdesenvolvimento comportamental e leva saia justas a  nossas autoridades.

De qualquer forma a dignidade humana deve prevalecer. O que desejo, profundamente é que esses loucos não cheguem no Brasil e se tornem celebridades dignas de um BBB14. Porque afinal no Brasil quase tudo é possível, inclusive nada acontecer.
Mas de pronto espero que as consciências desses doze homens estejam convencidas de que o esporte do qual eles fizeram questão de manchar a imagem não sejam mais instrumentos de suas diversões semanais.

Espero que os fatos pelos quais o 12 brasileiros passam sejam gravados em suas memórias para o resto de suas vidas como algo que ensinou-lhes os limites existentes em qualquer sociedade. Claro, amigo leitor, que lá deve existir sim um culpado, mas não se pode generalizar, sem também, especificar.Não há culpado sem que haja prova. Mas também não defunto se não há sinalizador nem um mão  que o lance.

Quanto às nossas autoridades, penso que estejam agindo de forma correta, para eles o governo, pois é do interesse deles tamanha morosidade. Mas a mídia é que não pressionou conforme o desejo dos familiares dos presos. E a comoção nacional não foi inflamada como muitos cúmplices dos "loucos" queriam, porque como disse, há um cadáver, e de  criança.
No fim fica tudo certo. Só o garoto que se foi.
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial