Pular para o conteúdo principal

NOVAS REGRAS PARA CONCURSO NO DF

Algumas das principais regras que passam a valer a partir da aprovação da Lei Geral dos Concursos Públicos no DF:


O que os concurseiros desejam, agora, é que parte dessas mudanças sejam contempladas pelo PLS 74/10 do Senado Federal, mas ainda não há consenso. Mesmo com essas mudanças aprovadas pela Câmara Legislativa do DF, existem peculiaridades de cada certame que impede a total compatibilidade.
Estude, estude muito e você passará. Amigo, acredite.
  •  O prazo entre a publicação do edital e a realização das provas deverá ser de, no mínimo, 90 dias.
  •  Não é permitida a abertura de concurso apenas para fazer cadastro reserva.
  •  Fica proibida a realização de dois concursos para órgãos do DF no mesmo dia.
  •  Alterações no edital devem ser publicadas no DODF e no site da empresa que realiza o certame.
  •  É de, no mínimo, 10 dias úteis o prazo para recurso, contado a partir da publicação oficial do gabarito ou do resultado das provas.
  •  O edital deverá especificar um cronograma para as nomeações, com atribuições, vencimentos e quantidade de cargos.
  •  Candidato aprovado dentro do número de vagas previstas passa a ter direito à nomeação conforme o cronograma.
  •  O prazo para impugnação do edital por alguma irregularidade no certame será de cinco dias úteis.
  •  O valor da inscrição não pode ser mais que 5% dos vencimentos iniciais do cargo público objeto do concurso.
  •  Fica assegurada a devolução do valor da taxa em caso de anulação ou de revogação do concurso.
  •  Não haverá limitação de caracteres para a apresentação de recurso que questione questão da prova.
  •  Quando houver prova oral, a avaliação deverá ser gravada, e disponibilizada cópia para o candidato.
  •  Doadores de sangue e beneficiários de programas sociais do DF têm isenção na taxa de inscrição.
  •  Não pode se inscrever em concurso quem participa de qualquer fase relacionada ao certame.
  •  É proibida a participação no certame de cônjuge, companheiro ou parente por consanguinidade até terceiro grau ou por afinidade de pessoas envolvidas com a organização do concurso no DF.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000