Pular para o conteúdo principal

2012 É SÓ INICIO - "QUE AS COISAS VELHAS JÁ PASSARAM E TUDO SE FEZ NOVO"

 
Acredite amigo, 2012 não é o fim do mundo como muitos imaginaram ou difundiram. 2012 é o início do fim do Euro e consequentemente fim do "Bloco Econômico" mais poderoso instituído. Todavia, não é o fim do capitalismo nem muito menos fim de nação cuja a denominação seja a capitalista. 


Mas acredito que estejamos encerrando mais um ciclo econômico que se iniciou em 2008. E como todo fim de ciclo torna-se necessário um balanço, faça o seu, crie um plano de ação e persevere neles.

Acredite amigo, não é o fim. Começamos 2012 com novas metas, novos objetivos e novos horizontes. Sejam econômicos, sociais e ou políticos. Crescer e avançar com índices razoáveis de um novo IDH, tornou-se um alvo que terá que ser seguido por todos, cada um fazendo seu papel. 

Crescer com profundo desenvolvimento social demonstrará aos demais países e nós mesmos o quanto, nós brasileiros, somos capazes e eficientes naquilo em que nos propomos a fazer. 2012 será muito melhor que o ano que agora se encerra. Será melhor porque teremos novos milionários e teremos uma ascensão monstruosa em nossa qualidade de vida de forma geral, é só prestar mais atenção naqueles que estão mudando de vida, aos milhares, nos últimos anos. 

Portanto, amigo, celebre a vida e concorra a estabelecer novas patamares de crescimento para  sua empresa, para o relacionamento com parceiros, para sua vida e para sua família, e não só para os próximos 12 meses. Aliás o número 12 é o número da vez....temos motivos de sobra para sermos otimistas.

Acredite! Não é fim é só o início.

Comentários

Hamiton! Feliz 2012!
Viu achei uma coisa interessante em um site acessa:

http://pt.globalvoicesonline.org/2011/12/30/brasil-passamos-o-pib-do-reino-unido-e-dai/

Fizeram referências aos nosso blogs. Leia inteiro!

Abraços

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000