CEB tem R$800 milhões de rombo

Recomeçar é preciso nas empresas do GDF


Com investimento previsto no sistema de distribuição até 2014 de R$ 540 milhões, a CEB receberá pelo menos R$ 82 milhões da Terracap para construir os sistemas de energia para o novo Estádio Nacional e para o Parque Tecnológico Capital Digital. E está negociando a eletrificação do Noroeste, contrato na faixa dos R$ 100 milhões.

A estratégia usada por pelo governo de José Roberto Arruda, para privatizar a Companhia do Metropolitano do DF é utilizada na depreciação da Companhia Energética de Brasília (CEB). E se formos analisar outras empresas do GDF verificamos que foi a mesma estratégia, para vender o BRB.

Foi assim que o presidente da CEB, Rubem Fonseca encontrou aquela que já foi considerada pela Revista Exame como a melhor Concessionária de Energia do Brasil.

1) Dívida de R$ 800 milhões; 

2) Pouquíssimos investimentos no sistema de distribuição, envelhecido e com as redes sobrecarregadas, as subestações operando acima de seus limites; 

3) Quatro diretorias em três anos, provocando descontinuidade administrativa e desmotivação dos servidores; 

4) alto grau de irregularidades, que acabavam contaminando diversos setores da empresa;

5) perda de quadros técnicos importantes, devido a um programa de demissão voluntária e aposentadorias sem substituição; 

6) é a concessionária mais multada do Brasil pela Agência Nacional de Energia, algo em torno de R$ 57 milhões;

7) imagem ruim.


O que está sendo feito pelo gestor

Horas extras exageradas foram proibidas;

Contratos com prestadores de serviços foram revistos;

Pediu a intervenção do governador junto aos órgãos do GDF para pagarem suas contas junto à CEB, dívida esta que chegava próximo dos R$203 milhões;

A dívida de R$ 800 milhões será refinanciada pelo GDF, com a participação do BNDES. 







By: blog do Hélio Doyle
http://www.meiaum.com.br/index_blog.php?blog=3
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial